segunda-feira, 12 de março de 2012

Máscaras grava em fazenda no interior do Rio


O diretor Ignácio Coqueiro se diverte nas gravações de “Máscaras” com Miriam Freeland, Petrônio Gontijo e Fernando Pavão. As sequências são rodadas numa fazenda em Valença, no estado do Rio.

No final de "Fina Estampa", Aguinaldo Silva manda Eva Wilma de volta para "A Indomada"

Eva Wilma como Maria Altiva em A Indomada
Eva Wilma como Maria Altiva em "A Indomada"

Nenhuma novela de Aguinaldo Silva (ou de outro autor) fez tantas autoreferências quanto “Fina Estampa”. Primeiro foi Tereza Cristina (Christiane Torloni) revivendo Nazaré Tedesco e empurrando suas vítimas da escada, depois foi tia Íris (Eva Wilma) revivendo os bordões em inglês de sua personagem Maria Altiva em “A Indomada”. E é exatamente essa vilã, que foi uma das mais populares do autor que ele irá, nos últimos capítulos da trama, reviver.

Após Álvaro (Wolf Maya) revelar a Tereza Cristina que eles são irmãos, Íris resolve finalmente partir, não sem antes arrancar um bom dinheiro da sobrinha bastarda, com sua parceira Alice (Thaís de Campos). O final das duas é divertido: Alice resolve virar caminhoneira e ambas partem para o interior do Brasil.

Antes de ir, Alice e Íris discutem o itinerário, composto pelas cidades das novelas nordestinas escritas por Aguinaldo Silva: Asa Branca (“Roque Santeiro”), Santana do Agreste (“Tieta”), Resplendor (“Pedra Sobre Pedra”), Tubiacanga (“Fera Ferida”) e Greenville (“A Indomada”). Veja como será a cena:

ALICE — Qual nosso primeiro destino, querida?
ÍRIS — Asa Branca tem cara de ser cidadezinha de romeiro, repleta de vendedores de escapulários, santos de barro e beatas!
ALICE — Resplendor tem cara de cidade onde tem só hotel fazenda, grêmio recreativo e ciganos espalhados por todo lado.
ÍRIS — Tubiacanga tem cara daquelas cidades mineradoras, que o povo acredita que cavando encontra ouro...
ALICE — E Santana do Agreste? Tem cara de cidade em que a luz ainda nem chegou... Ou se chegou foi a pouco...
ÍRIS — Agora olhe que interessante, Alice darling, uma cidade brasileira com nome inglês. Veja: Greenville!
ALICE — Original mesmo!
ÍRIS — Não deve ser propriamente uma Manhattan, mas se as pessoas a batizaram com esse nome, no mínimo falam inglês...
ALICE — Pelo visto já temos um destino escolhido...
ÍRIS — Greenville! Welllll, é isso mesmo my darling, Greenville! É pra lá que nós vamos!
Iris olha então para a câmera com olhar maroto, pisca o olho e diz baixinho: “Eu não disse que voltava?”. A fala é uma referência à última cena de “A Indomada”, em que a vilã Maria Altiva grita: “Eu voltarei!”. Pouco antes de o caminhão seguir pela estrada, o autor aparece e beija as mãos “da divina, eterna Eva Wilma”, de acordo com o roteiro.

Crô não vai ficar com Baltazar em "Fina Estampa", conta Aguinaldo Silva

Apesar das pistas dadas nos últimos capítulos, a dupla formada por Crô e Baltazar não vai terminar junta, revelou Aguinaldo Silva antes da gravação do "Roda Viva"

Entrevistado do “Roda Viva”, na TV Cultura, na noite de segunda-feira (12), Aguinaldo Silva disse não se importar com a divulgação antecipada de cenas de suas novelas. Ainda nos bastidores, antes de começar o programa, ele contou que o mordomo Crô (Marcelo Serrado) não vai terminar com o motorista Baltazar (Alexandre Nero) no final de "Fina Estampa".

“Não faria isso com a atriz”, disse Aguinaldo, referindo-se a Dira Paes, que interpreta Celeste, a mulher de Baltazar. “Não é nem com a personagem, é com a atriz”.

Durante o “Roda Viva”, o autor de “Fina Estampa” acrescentou um outro “spoiler” sobre Crô. “Estou pensando seriamente em não revelar quem é o namorado dele”, disse. “Assim como não revelei o que tinha na caixa da Perpétua”, contou, lembrando-se do segredo da impagável personagem de Joana Fomm em “Tieta”.

Aguinaldo Silva disse que já escreveu todos os capítulos da novela, mas deixará para entregar a cena final apenas no dia de exibição do último capítulo, dia 23 de março. Ainda assim, adiantou algo sobre o desfecho da vilã Tereza Cristina (Christiane Torloni): “Não vai morrer nem ser presa”.

Sobre a outra protagonista, Griselda (Lilia Cabral), Aguinaldo fez uma observação curiosa. “Você sempre esquece o mote inicial da novela. Quis no último capítulo resgatar este mote de ‘Fina Estampa’”, contou.

Haverá uma passagem de tempo de três anos e Griselda será homenageada na festa de formatura do filho Antenor (Caio Castro), que estudou medicina. Ela vai fazer um belo discurso, falando da importância dos princípios éticos que foram valorizados no início de “Fina Estampa”.

Camila Pitanga é escalada para “Lado a Lado”

Camila Pitanga e Lázaro Ramos em cena de "Insensato Coração" / Divulgação
“Lado a Lado”, substituta de “Amor Eterno Amor” no horário das seis, contará com a participação de Camila Pitanga, longe da telinha desde “Insensato Coração” (2011).
No folhetim de João Ximenes Braga e Cláudia Lage, Pitanga formará par romântico mais uma vez com Lázaro Ramos. Os dois viveram o casal André e Carol na antecessora de “Fina Estampa”. A estreia está prevista para setembro.

“Lado a Lado” abordará o Rio de Janeiro dos anos 20, com o princípio da formação de favelas. Gilberto Braga será responsável pela supervisão de texto da obra. A direção será de Dennis Carvalho. Além de Lázaro e Camila, o elenco conta ainda com Patrícia Pillar, Alessandra Negrini, Paulo Betti, Maria Padilha, Maria Clara Gueiros, Isabela Garcia, André Arteche e Álamo Facó.

Globo vai apostar no kuduro na próxima novela das nove


A Globo está mesmo disposta a fisgar a Classe C, alvo das emissoras e programadoras de TV a cabo. Em “Avenida Brasil”, de João Emanuel Carneiro, substituta de “Fina Estampa” às nove, a emissora vai apostar no ritmo do momento para ilustrar a abertura do folhetim.

De acordo com a Folha de S.Paulo, “Vem Dançar Kuduro”, hit importado de Angola que mistura sons africanos e música eletrônica, do português Lucenzo, foi escolhido para ser tema de abertura da próxima novela das 21h. A escolha partiu do diretor Ricardo Waddington.

No entanto, Waddington resolveu adaptar a música especialmente para a trama. De acordo com a publicação, na versão “comportada”, a letra se transforma em “vem dançar com tudo” – kuduro quer dizer “dança da bunda dura”. A intenção é evitar que alguém se sinta constrangido com o termo-chiclete sendo repetido várias vezes no horário nobre.

Suzana Pires é escalada para “Gabriela”


Suzana Pires em "Fina Estampa" / Divulgação

Com gravações previstas para a próxima semana, a novela “Gabriela” já tem praticamente todo seu elenco montado. Suzana Pires, no ar em “Fina Estampa”, foi confirmada na adaptação de Walcyr Carrasco.

Ela será Glória, papel interpretado por Ana Maria Magalhães na primeira versão. A personagem será amante do coronel Coriolano, que será vivido por Ary Fontoura, e ficará conhecida como a “moça da janela” na trama.
No decorrer da história, ela será expulsa da cidade de Ilhéus ao descobrir que está apaixonada por outro homem. Com direção de Mauro Mendonça Filho, “Gabriela” tem estreia prevista para junho.

Globo cria postais da cantora Chayene

Chayene é uma cantora de ritmo brega / Divulgação - TV Globo

Em “Cheias de Charme”, próxima novela das sete da Globo, Cláudia Abreu será Chayene, uma cantora brega que tenta a todo custo voltar à fama.
A produção de arte do folhetim criou postais autografados pela cantora. Dona de um ego enorme e de um temperamento difícil, Chayene, que fez sucesso há quinze anos com o hit “Voa voa brabuleta”, enquanto fazia parte do grupo de forró “Leite de Cabra”, estará em um difícil momento de sua carreira.

A personagem começará a trama em uma franca decadência. Ela não consegue emplacar nenhuma música e os homens sumiram de sua vida. “Cheias de Charme” estreia dia 16 de abril, substituindo “Aquele Beijo”.

Walcyr Carrasco deve escrever novela para o horário nobre

http://2.bp.blogspot.com/-5HX4kUs8f6s/Thx-VkhbCpI/AAAAAAAAABA/JtIuz08JPFc/s1600/54892_36.jpg
Walcyr / Divulgação

O autor Walcyr Carrasco tem muito trabalho pela frente. Além de escrever o remake de “Gabriela”, macrossérie que será exibida às onze da noite, Walcyr terá que se preparar para assumir o horário das nove.

A Globo quer que o autor escreva uma novela para o horário nobre, tão logo termine o remake. No horário das nove, Walcyr se juntaria aos já consagrados Aguinaldo Silva, Benedito Ruy Barbosa, Gilberto Braga, Glória Perez, João Emanuel Carneiro, Manoel Carlos e Silvio de Abreu.
Mas ainda há um impasse. Caso Carrasco não entre por agora para este seleto grupo, o dramaturgo voltará ao horário das seis, de onde saiu consagrado após os sucessos “Chocolate com Pimenta” (2003) e “Alma Gêmea” (2005).

Globo manda Miguel Falabella mudar história de Vicente

Vicente ficaria sem andar na trama / Divulgação

A Globo está de olho na reação do público com a novela “Aquele Beijo”, que está em baixa na emissora. A direção do canal mandou o autor Miguel Falabella mudar a história e tirar a paralisia do protagonista da trama.
De acordo com o jornal O Globo, o fato de o personagem ficar em uma cadeira de rodas não agradou ao público. Miguel passou a madrugada de quinta para sexta reescrevendo cenas que, inclusive, já haviam sido gravadas.

Outra mudança que o público pediu foi a aproximação do casal Cláudia (Giovanna Antonelli) e Vicente (Ricardo Pereira). Com a ordem, o autor criou várias cenas de romance para os dois. “Aquele Beijo” chega ao fim no dia 13 de abril.

Lixão de “Avenida Brasil” está dando trabalho para equipe de cenografia

Vera Holtz e José de Abreu são protagonistas do lixão / Divulgação - TV Globo

A Globo construiu um enorme lixão, que será um dos cenários de “Avenida Brasil”, próxima novela das nove. Mas a equipe de cenografia terá um trabalhão nos próximos meses.

De acordo com o jornal Folha de S. Paulo, o lixão foi feito de material reciclado, sem cheiro, e montado a céu aberto dentro do Projac. O cenário, no entanto, tem que ser protegido da chuva.

Como todos os materiais são maquiados de lixo orgânico, a chuva poderia estragar o trabalho da equipe.

Elenco de “Salve Jorge” já conta com mais de 70 nomes

Cláudia Raia será a grande vilã de "Salve Jorge" - Divulgação

“Salve Jorge”, substituta de “Avenida Brasil” na faixa das nove, só estreia em outubro, mas a escalação do elenco da trama de Glória Perez segue a todo vapor. O folhetim já conta com cerca de 70 atores, marca diferente dos 40 nomes que a Globo costuma exigir por obra ultimamente.
Rodrigo Lombardi, Nanda Costa, Cláudia Raia, Giovanna Antonelli, Flávia Alessandra, Regiane Alves, Ana Beatriz Nogueira, Vera Fischer, Bruno Gagliasso, Deborah Secco, Antonio Calloni, Alexandre Neto, Nicette Bruno, Cristiana Oliveira, Anderson Müller, Neusa Borges, Duda Nagle, Tiago Abravanel, Lisandra Souto, Duda Ribeiro, Mariana Rios e Tammy Gretchen são alguns dos nomes confirmados.

“Salve Jorge”, título provisório, falará sobre o tráfico de mulheres e terá a Turquia e o Morro do Alemão, no Rio de Janeiro, como cenários.

Record vai produzir “José – De Escravo a Governador” em 2013




Divulgação
Com índices satisfatórios, a Record pretende continuar investindo em minisséries bíblicas. A emissora já definiu, inclusive, qual será a próxima.

De acordo com o jornalista Daniel Castro, do R7, “José – De Escravo a Governador” (título provisório) foi confirmada e deve entrar em produção ainda este ano. A história mostra a trajetória de um caçula de uma família pobre que desperta a inveja de seus irmãos. José acaba sendo preso, acusado injustamente de uma tentativa de estupro.

Na prisão, revelou sua habilidade de interpretar sonhos. Um dia, foi chamado para esclarecer um sonho do faraó, em que sete vacas gordas comiam sete vacas magras. Para José, o sonho significava sete anos de fartura e sete anos de seca. O faraó, satisfeito com a revelação, o transformou em governador do Egito.

A adaptação está sob o comando de Vivian de Oliveira, responsável pelos textos de “A História de Ester” e “Rei Davi”. ”José – De Escravo a Governador” tem estreia prevista para 2013.