sexta-feira, 19 de abril de 2013

Viva traz episódios inéditos de "Sai de Baixo" produzidos pelo canal

Uma grande novidade vai marcar as comemorações dos três anos do Viva. O canal irá produzir e exibir quatro episódios inéditos de "Sai de Baixo" com roteiro assinado por Miguel Falabella e direção de Dennis Carvalho. Os atores Miguel Falabella (Caco), Marisa Orth (Magda), Luis Gustavo (Vavá), Aracy Balabanian (Cassandra) e Márcia Cabrita (Neide Aparecida) vão se reunir no Teatro Procópio Ferreira, em São Paulo, para a gravação de novas histórias dos moradores do Largo do Arouche.



Elenco da primeira temporada de "Sai de Baixo"
Divulgação/Rede Globo

"Sai de Baixo" foi uma sitcom brasileira criada por Luis Gustavo e Daniel Filho, exibida nas noites de domingo pela Rede Globo entre 31 de março de 1996 e 31 de março de 2002. Com episódios escritos por Miguel Falabella, Rosana Hermann, Maria Carmem Barbosa e Euclydes Marinho, entre outros roteiristas. O programa era gravado ao vivo no Teatro Procópio Ferreira em São Paulo e foi um sucesso de crítica e audiência.

Luis Gustavo (Vavá) encarnava um chefe de família desastrado, Miguel Falabella (Caco Antibes) um genro vagabundo, Marisa Orth (Magda) o estereótipo da mulher fútil e mal-casada, Aracy Balabanian (Cassandra), mãe de Magda, uma ex-grã-fina que não deixou para trás seu antigo estilo de vida, Claudia Jimenez (Edileuza) a empregada doméstica folgada e desbocada e Tom Cavalcante (Ribamar) porteiro do prédio que se aproveita de seu chefe, o síndico Vavá. No segundo ano, Jimnez deixou o programa, sendo substituída por Márcia Cabrita. Passaram pelo programa os atores Cláudia Rodrigues, Ary Fontoura e Luis Carlos Tourinho. A série foi encerrada há dez anos, mas continua tendo seus episódios reprisados pelo Viva.

Os episódios inéditos de "Sai de Baixo" irão ao ar a partir de 21 de maio no Viva. Além disso, o programa "Reviva" vai dedicar oito episódios ao programa, com entrevistas e bastidores dos especiais, que vão ao ar a partir de 22 de abril.


Carla Cabral será uma stripper em “Pecado Mortal”

Carla caracterizada em "José do Egito"
Carla caracterizada em “José do Egito”

No ar em “José do Egito” como a concubina Bila, a atriz Carla Cabral será uma das protagonistas de “Pecado Mortal”, primeira novela do autor Carlos Lombardi na Record.

De acordo com o colunista Alan de Faria (Agora São Paulo), na trama, prevista para estrear no segundo semestre deste ano, Carla viverá Laura Leblon, uma mulher de vida dupla, que exerce a função de enfermeira durante o dia e dança como stripper numa boate à noite.

Dona de vasto currículo, Carla se destacou em novelas como “Seus Olhos”, “Essas Mulheres”, “Cidadão Brasileiro” e “Bela, a Feia”. A atriz já posou nua para a revista “Sexy”.

Maior aposta da Record para 2013, “Pecado Mortal” já está sendo escrita e deve estrear com larga frente de capítulos. No elenco principal estão nomes como Paloma Duarte, Simone Spoladore, Juliana Didone e Fernando Pavão.

“Carrossel” vende 800 mil CD’s e DVD’s em menos de um ano

Gustavo Daneluz vive o Mário de "Carrossel"
Gustavo Daneluz vive o Mário de “Carrossel”

Não é só no quesito audiência – onde desde a estreia se mantém como a atração mais vista fora da Globo – que “Carrossel” impressiona.

De acordo com o colunista Alan de Faria (Agora São Paulo), a novela já vendeu, desde maio de 2012, mais de 800 mil CD’s e DVD’s, número praticamente inatingível no mercado fonográfico dos dias atuais.

Além disso, a trama foi responsável por comercializar mais de 28 milhões de publicações, que vão de revistas a álbuns de figurinhas, marca que surpreendeu a própria direção do SBT. Os dados, impressionantes por si só, não contemplam os inúmeros produtos ‘piratas’ que se utilizam da marca da novela, que tornariam os números ainda maiores.

O objetivo do SBT é que “Chiquititas” mantenha o maior êxito comercial do SBT na última década. Para isso, o remake já vem recebendo altos investimentos por parte da emissora.

Público de “Flor do Caribe” exalta Cassiano, mas rejeita conduta de Ester

Público rejeitou atitude de Ester
Público rejeitou atitude de Ester

De acordo com a colunista Patrícia Kogut (O Globo), a Globo promoveu o primeiro ‘grupo de discussão’ – reunião de telespectadores dos mais diversos perfis – da novela “Flor do Caribe”.

Entre os resultados apurados pela emissora, estão o carisma do mocinho Cassiano, aprovado pela imensa maioria das donas de casa e a rejeição do público ao fato de Ester ter se casado com o vilão Alberto. A pesquisa demonstrou que a atitude da inocente mocinha não foi compreendida pela maioria dos telespectadores da novela.

“Flor do Caribe” segue reerguendo os índices de audiência da Globo em sua faixa horária. Na última quarta-feira (17), a trama de Walther Negrão marcou 23 pontos de audiência.

Globo surpreende e dispensa atores escalados para nova “Malhação”

Polliana Aleixo foi dispensada pela Globo
Polliana Aleixo foi dispensada pela Globo

De acordo com a colunista Patrícia Kogut (O Globo), a Globo dispensou dois atores ‘pratas-da-casa’ que estavam escalados para a nova temporada de “Malhação”.

Polliana Aleixo e Renan Ribeiro foram avisados esta semana que não estarão mais no folhetim, cuja estreia ocorrerá em julho. Como justificativa, a emissora alegou que somente o elenco adulto da novela pode já ser conhecido do público. Entre os jovens, a ordem é apostar somente em rostos ‘inéditos’.

Polliana já participou de sete produções da Casa, tendo se destacado em “A Vida da Gente” e “Cheias de Charme”. Já Renan, o ruivinho da novela “Alma Gêmea”, esteve recentemente em “Cordel Encantado” e “Gabriela”. Ambos devem ser realocados para produções futuras.

Co-autor de “Rebelde” colaborará em “Pecado Mortal”

Lombardi trabalhará quase sozinho
Lombardi trabalhará quase sozinho

Gradativamente, novidades acerca de “Pecado Mortal”, primeira novela do autor Carlos Lombardi na Record, vão sendo divulgadas pela mídia. Sabe-se agora que Lombardi optou por não ter um número grande de colaboradores, prática comum entre muitos autores.

A princípio, somente Emílio Boechat e Nélio Abbade colaborarão com Lombardi. Boechat, aliás, foi o autor responsável pela reta final de “Rebelde”, quanto a autora titular, Margareth Boury, se afastou da trama.

Outra informação é que, de acordo com o colunista Flávio Ricco (UOL), Carlos pretende participar de todo o processo de escolha da trilha sonora da novela, assim como fazia em seus tempos de Globo. A seleção das músicas, porém, ainda está longe de acontecer.

Com elenco quase inteiramente escalado, “Pecado Mortal” está tendo seus cenários construídos. As gravações da novela devem começar em maio.




Em maio, o GNT preparou uma série de novidades para sua dramaturgia. O canal estreia "Copa Hotel" em abril e "As Canalhas". Outra série brasileira semanal de ficção que chega à programação é "Surtadas na Yoga". A produção acompanha três personagens que buscam a "conexão interior" e uma vida mais equilibrada, conversam sobre a vida. A série conta com texto de Fernanda Young, que além de assinar os roteiros, interpreta uma das personagens principais junto com Anna Sophia Folch e Flávia Garrafa.

"Surtadas na Yoga" conta a história de três mulheres que fazem yoga para não surtar. Jessica (Fernanda Young), Ana Maria (Flávia Garrafa) e Marion (Anna Sophia Folch) não estão em busca de sexo e de homens, apesar de solitárias estão mais preocupadas em sobreviver à loucura do mundo com independência e a consciência tranquila. Elas têm, na prática da yoga, talvez o único ponto em comum, e o principal estímulo de suas vacilantes auto-estimas. Não são boas alunas de yoga, pelo contrário, mas não pensam em desistir. Chegam atrasadas, conversam na aula, não levam nada muito a sério, porém têm naquele encontro, três vezes por semana, uma das coisas mais importantes de suas vidas. As três não são barraqueiras, embora possam eventualmente armar um barraco. Não são do mal, embora de vez em quando façam umas maldades. Não são grossas, nem grossseiras, embora não levem desaforo para casa. E são mais amigas umas das outras do que elas pensam ser.

Jessica (Fernanda Young) é stylist de moda e complementa o orçamento jogando tarot para as conhecidas. Um tanto desiludida com o amor e com os homens, mantém um senso de humor ferino. Gosta de beber e encontra na yoga uma espécie de compensação para isso. Ana Maria (Flávia Garrafa), aparentemente "certinha", tem uma função executiva numa grande empresa. Sempre tem casos com os "homens errados", mas sonha em constituir família. Não tem muita vida social e entrou na yoga para relaxar do estresse, mas o estresse sempre encontra uma maneira de chegar até ela. Já Marion (Anna Sophia Folch) é bonita mas, por algum motivo, não consegue ir além do "terceiro time". Festeira e sem pudores sexuais, é capaz de dar para conseguir um trabalho, ou uma carona de volta para casa. É meio avoada intelectualmente e não está interessada em obter cultura. Entrou para yoga porque precisava manter-se magra e detesta ambiente de academia.

"Surtadas na Yoga" é uma co-produção entre o GNT e a Conspiração Filmes ("Mandrake", "A Mulher Invisível", "Dois Filhos de Francisco"), com direção de Arthur Fontes ("Mandrake" e "Podecrer!") e roteiro de Fernanda Young e Alexandre Machado ("Os Normais", "Minha Nada Mole Vida", "O Dentista Mascarado"). A série conta com treze episódios na primeira temporada.

Com exibições às quartas, "Surtadas na Yoga" estreia dia 08 de maio, às 23h no GNT.

Há anos na Record, Patrícia França deve voltar para a Globo

Patrícia está na Record há nove anos
Patrícia está na Record há nove anos

Conforme informado pelo NOVELAS ONLINE, a atriz Patrícia França pode não renovar seu contrato com a Record. A colunista Keila Jimenez (Folha), divulgadora da notícia, acrescentou uma nova informação à hipótese.

Patrícia, que está na Record desde 2004, estaria cotada para o elenco de “Meu Pedacinho de Chão”, remake escrito por Benedito Ruy Barbosa, que ocupará a faixa das 18h da Globo em 2014. A atriz já atuou em uma novela de Benedito, “Renascer”, no início de sua carreira.

Patrícia está fora do ar desde “Poder Paralelo”, novela de 2009. Oficialmente, atriz e emissora ainda não se pronunciaram sobre o assunto.

Esta pode ser a segunda grande perda da Record nos últimos meses. Bianca Rinaldi, que chegou à emissora junto com Patrícia, também deixou a Casa e pode estar de malas prontas para a Globo.

1 em cada 4 telespectadores deixou a Globo durante “Guerra dos Sexos”

O genial Tony Ramos não salvou "Guerra dos Sexos"
O genial Tony Ramos não salvou “Guerra dos Sexos”

Apesar do elenco repleto de estrelas e da aposta num remake de uma trama consagrada, “Guerra dos Sexos” chegará ao fim como a menor audiência da história das novelas das 19h da Globo.

Até o dia 17 de abril, a média-geral de audiência da trama de Silvio de Abreu era de apenas 23 pontos, 1 a menos do que a de “Tempos Modernos”, de 2010, detentora, até então, do recorde negativo do horário.

Comparando-se os números de “Guerra” aos índices de sua antecessora “Cheias de Charme”, que teve média-geral de 30 pontos, percebe-se uma queda de cerca de 25%, o que equivaleria a dizer que um em cada quatro telespectadores deixou a Globo durante a exibição da novela.

A próxima empreitada do autor Silvio de Abreu será a supervisão de uma novela do autor estreante Daniel Ortiz, ainda sem data para estrear. A maioria do elenco de “Guerra dos Sexos” terá férias curtas e já está escalada para produções futuras.

Bemvindo Sequeira estará em “Dona Xepa”

Bemvindo Sequeira será Dorivaldo
Bemvindo Sequeira será Dorivaldo

Após se destacar em “Máscaras” ao encarnar o divertido mafioso Novais, o experiente ator Bemvindo Sequeira será Dorivaldo em “Dona Xepa”, próxima novela da Record.

Na trama, Dorivaldo é proprietário do Chorivaldo, casa de shows especializada em ‘chorinhos’. O amante da música é apaixonado por Xepa (Ângela Leal), protagonista da novela, e terá que disputar o coração da feirante com Esmeraldino (José Dumont), seu antigo marido.

Com Dorivaldo, vive Benito (Emílio Dantas), seu bondoso e prestativo sobrinho. “Dona Xepa” estreia em maio, substituindo “Balacobaco”.

Marina Ruy Barbosa será órfã milionária em “Amor à Vida”

Visual de Marina em "Amor à Vida"
Visual de Marina em “Amor à Vida”

Chegando a sua nona novela na Globo, a jovem Marina Ruy Barbosa segue galgando degraus na emissora. Longe das telinhas desde “Amor Eterno Amor”, Marina terá um dos papéis centrais de “Amor à Vida”, próxima novela das 21h.

Na trama, Marina encarnará a ingênua Nicole, uma milionária órfã que se apaixonará por Thales, personagem vivido por Ricardo Tozzi. Nicole será vítima de um ‘golpe do baú’ orquestrado por sua melhor amiga Leila (Fernanda Machado), namorada de Thales.

De Walcyr Carrasco, “Amor à Vida” estreia no próximo dia 20 de maio. No elenco estão ainda nomes como Malvino Salvador, Paolla Oliveira, Mateus Solano, Antônio Fagundes, Susana Vieira, Gabriela Duarte, Juliano Cazarré e Klara Castanho, muitos dos quais voltaram ontem do Peru, onde passaram duas semanas gravando.

GNT estreia "As Canalhas", nova série brasileira de ficção


Em maio, o GNT preparou uma série de novidades para sua dramaturgia. Depois do lançamento de "Copa Hotel", o canal estreia sua nova série semanal de ficção: "As Canalhas". Inspirada no livro "Canalha, substantivo feminino", de Martha Mendonça, a série mostra que não só os homens sabem ser canalhas. A série traz treze histórias de mulheres canalhas, de diferentes gerações e em diferentes contextos, narradas em primeira pessoa. No elenco nomes como como Mel Lisboa, Zezeh Barbosa, Carla Marins, Elke Maravilha, dentre outras.

A série quer mostrar que os homens são mais canalhas em quantidade, mas que a mulheres sabem ser com muito mais qualidade. "As Canalhas" trará uma história diferente a cada episódio, em que uma mulher trai, mente e é capaz de tudo para conseguir o que quer. Elas vieram ao mundo para se divertir e fazer todas as maldades que a maioria não tem coragem de fazer. São maldades contra a filha, o marido, a amiga da época do colégio, o amigo do trabalho, o idoso debilitado, a colega do time de vôlei, entre outras vítimas. Elas confessam seus "pecados" no salão de beleza Madeleine, da cabeleireira Marilyn (Zezeh Barbosa). Casada quatro vezes, solteira há três anos. Por conta da solteirice, vive emburrada, infeliz.

Dentre as personagens estão a produtora de elenco Amélia (Mônica Martelli), a arquiteta rancorosa e vingativa Mariana (Mel Lisboa), a diretora de marketing homossexual Roberta (Luiza Mariani), a religiosa Irmã Angélica (Carla Marins), a jogadora de vôlei Ednéia (Raíssa Venâncio), a mãe que não nasceu com vocação materna Carolina (Alessandra Colassanti), a víuva Dolores (Bete Dorgam), a perua invejosa Angela (Suzana Ribeiro), a estudante gordinha Isabela (Laura Prado), a evangélica gananciosa Gisleine (Silvia Lourenço), a publicitária Larissa (Julia Bernat) e a atriz ambiciosa Ingrid (Priscila Assum).

A série tem direção geral de Anna Muylaerte ("Mundo da Lua", "Castelo Rá-tim-bum", "Durval Discos"), contando com o apoio dos diretores Pedro Freire e Lamartine Ferreira. A série é uma co-produção do GNT com a Migdal Filmes ("220V", "Totalmente Inocentes" e "Nosso Lar"). "As Canalhas" estreia dia 6 de maio, segunda-feira, às 23h no GNT.

Nova temporada de “Olívias na TV” estreia no Multishow


Novidade na tela do Multishow. A série de humor "Olívias na TV" retorna à programação do canal com novidades. Na temporada que estreia nesta sexta-feira, dia 19 de abril, às 22h, além de esquetes de humor com Cristiane Wersom, Marianna Armellini, Renata Augusto e Sheila Friedhofer, a atração contará com quadros e personagens fixos.

Olívias na TV

"The Olívias" é uma banda falida que, na tentativa de emplacar algum sucesso, improvisa paródias dos mais variados estilos musicais. Na estreia do programa, "We are the Champions", sucesso do Queen, vira "Como é que Chama o Garçom?", versão dedicada aos clientes que não sabem se chamam o garçom pelo nome ou por um apelido.

Gêneros como pagode, pop, sertanejo, reggae, funk, rap e axé serviram como inspiração para as meninas, que prepararam um repertório bem eclético! Cada episódio será encerrado com uma paródia de um estilo musical diferente. O quadro se passa em um restaurante a quilo e conta com o ator Victor Bittow — responsável por quase todos os papéis masculinos da série — na pele do garçom do estabelecimento.

DVD: 1ª temporada de “Confissões de Adolescente”


Lançado pela Cultura Marcas, está disponível o DVD da 1ª temporada de "Confissões de Adolescente".

Confissões de Adolescente
"A série revela — sob o ponto de vista feminino — as confissões e confusões dessas quatro personagens que se preparam para entrar na vida adulta, quase sempre com leveza e humor. O crescimento rápido, a ânsia de liberdade, o desejo de enfrentar o mundo — uma fase de medos, conflitos e dúvidas: como viver no mundo que os adultos construíram? O que fazer na descoberta do próprio corpo, na descoberta e atração pelo sexo oposto? O que vou ser quando crescer? Como enfrentar a questão das drogas? Que gosto terá o primeiro beijo? Quando e como deixar de ser virgem? O ponto de vista feminino revelado com muita sinceridade e humor sobre os assuntos que povoam os corações e mente dos jovens".
— Euclydes Marinho
Muitos adolescentes tiveram a juventude marcada pelas histórias de uma família nada convencional — para os moldes da época. Produzida pela TV Cultura em 1994, o programa teve duas temporadas de grande sucesso e carregou nomes como Luis Gustavo, Maria Mariana, Georgiana Góes, Daniele Valente e a caçula (desconhecida, até então) Deborah Secco.
O enredo, basicamente, focava nas quatro adolescentes, suas formas de viver a vida e lidar com situações recorrentes na realidade dos jovens. Paulo (o pai), advogado, que sempre buscou ensinar os melhores valores para suas filhas, precisou de muita paciência e um coração forte para criar quatro meninas com temperamentos diferenciados.
DVD — Confissões de AdolescenteCada filha é dona de uma personalidade diferente: Diana (Maria Mariana), de 19 anos, é a narradora do programa, é a primogênita, que precisa dar o exemplo, assumindo, inclusive, um papel materno que não lhe pertence. Estudante de Comunicação, escreve para o jornal da escola; Bárbara (Georgiana Góes) é a alternativa, com 17 anos, perdeu a virgindade cedo, ainda no Ensino Médio. Vive aventuras ao lado dos amigos e ainda não sabe o que quer da vida.
Natália (Daniele Valente) não é filha legítima de Paulo, acabou se juntando à família depois que a mãe morreu. Tem crises com a autoestima, é romântica e frágil, não conheceu o verdadeiro pai e sofre com a morte da mãe; Carol (Deborah Secco) é a caçula, com apenas 13 anos, tem espírito de palhaço e uma personalidade forte. Além de um grande coração, possui o dom da ironia e prefere amizade com meninos.

Juntas, as quatro irmãs vivem situações que colocam à prova todas as lições que a vida pode lhes ensinar. São quatro companheiras, cujas vidas são permeadas pelos mais diversos temas, como os amores, crises de identidade, sexo, gravidez, aborto, furtos, empreendedorismo, tudo com muita humanidade e emoção.

O box traz três DVDs, cada um com um único disco. O primeiro e o segundo contam com oito episódios cada um; já o terceiro disco contém apenas 4 episódios, porém, nos traz um exclusivo making of, bem como um depoimento da atriz Maria Mariana. Além disso, cada caixinha traz um encarte ilustrado, com a relação das músicas e performers dos episódios existentes no disco.


Também estão disponíveis a trilha sonora e um livro sobre o seriado, mas estes serão assuntos de outra postagem. Divirta-se com a 1ª temporada!

Abril: GNT estreia "Copa Hotel", nova série nacional de ficção


Depois de "Sessão de Terapia", o GNT estreia sua segunda série de ficção nacional: "Copa Hotel". A série segue Fred, um jovem que retorna ao Brasil para assumir o decadente, mas badaladíssimo, hotel fictício. É ele quem protagonizará um roteiro cheio de sexo, humor, drama e romance. A série é um mosaico diverso e contemporâneo, que conta no elenco principal, com os atores Miguel Thiré, Maria Ribeiro, Fernanda Nobre e Zezé Motta.

"Copa Hotel" conta a história do carioca Frederico Gonzalez (Miguel Thiré), conhecido como Fred. Aos 33 anos de idade, passou boa parte de sua vida adulta viajando e trabalhando como fotojornalista. Depois de 15 anos, vivendo em Londres, retorna ao Brasil para assumir o Copa Hotel, antiga propriedade de seu recém-falecido pai. Fred precisa se readaptar à vida no país e lutar para resgatar o prestígio e o charme do hotel a tempo da realização da Copa do Mundo e das Olimpíadas, enfrentando a concorrência dos grandes empresários. É neste cenário que Fred precisa lidar com o assédio das mulheres e os diferentes tipos que se hospedam no hotel, de hóspedes endinheirados a prostitutas do calçadão.

Criada por Giuliano Cedroni e Tatiana Roza, com roteiro de João Paulo Cuenca ("Afinal, o Que Querem as Mulheres") e Felipe Bragança ("Alice"), a série é uma produção da Pródigo ("(fdp)" e "Oscar Freire 279") e tem direção Tomás Portella e direção-geral de Mauro Lima. Com treze episódios na primeira temporada, a série já tem a segunda temporada garantida no canal.

Com exibições às segundas, "Copa Hotel" estreia dia 22 de abril, às 22h30 no GNT.

Globo fará remake de “O Semideus”, novela de 1973 de Janete Clair

Cena de "O Semideus" em 1973
Cena de “O Semideus” em 1973

De acordo com o jornalista Daniel Castro (R7), “O Semideus”, novela de Janete Clair, será readaptada por Maria Adelaide Amaral, autora de “Sangue Bom”, na faixa das 23h em 2015.

Exibida em 1973, ”O Semideus” era do tempo em que a TV ainda era em preto-e-branco. Por conta disso, Maria Adelaide pretende “pegar a ideia central e escrever efetivamente uma novela nova”, disse a autora, afirmando ter feito o mesmo no remake de “Ti Ti Ti”.

Em sua versão original, “O Semideus” foi estrelada por Tarcísio Meira, Francisco Cuoco e Glória Menezes. A trama narra a história de um industrial que sofre um acidente de lancha provocado por três inimigos, que colocam um sósia em seu lugar na empresa, assumindo, assim, os negócios do milionário.

Porém, o jornalista Alex Garcia e a namorada de Hugo, Ângela, desconfiam da armação e investigam o desaparecimento do empresário, que na verdade não está morto, mas com o rosto desfigurado, e volta para se vingar.

Maio: GNT estreia a série "3 Teresas"


O GNT preparou uma série de novidades para sua dramaturgia. Além de estrear "Copa Hotel" em abril, o canal traz mais três novas séries para maio: "As Canalhas", "Surtadas na Yoga" e "3 Teresas".

Dirigida por Luis Villaça, "3 Teresas" conta a história de um trio de mulheres: avó, mãe e filha, todas chamadas Teresas, que dividem um apartamento na cidade de São Paulo. Mas, mais que isso, dividem emoções e ideias, risos e lágrimas, dúvidas e soluções. A série traz como protagonistas Denise Fraga, Manuela Aliperti e Claudia Mello.

A série conta a história de três mulheres, de diferentes gerações, batizadas Teresa. Teresa (Denise Fraga), a mãe, já fez quarenta; Tete (Manuela Aliperti), a filha, ainda não tem dezoito anos e Dona Terezinha (Claudia Mello), a avó, não revela a idade. Teresa é viúva, mora sozinha e anda enfrentando um dilema: depois da morte do marido, descobriu que está prestes a perder a casa onde mora, porque existem dívidas do imóvel não quitadas. Morando na Vila Mariana, bairro paulistano que é uma das apostas da construção civil da cidade, Teresinha pode resolver suas pendências financeiras com a venda da casa, mas se recusa a abandonar o lar onde viveu grande parte de sua vida.

A partir dessa decisão, Teresinha viúva terá que conviver com outras duas Teresas, de duas gerações completamente diferentes da sua, que também lidam com problemas de casa. Serão três mulheres com seus dramas pessoais, questões e personalidades encarando os obstáculos, as “dores” e as “delícias” diversas agruras do universo feminino contemporâneo.

"3 Teresas" é uma co-produção entre o GNT e a BossaNovaFilms, com direção e roteiro de Luis Villaça ("Retrato Falado", "O contador de histórias" e "Cristina quer casar"). A série conta com treze episódios na primeira temporada.

"3 Teresas" estreia dia 08 de maio, às 22h30 no GNT, com exibição todas as quartas-feiras.

Viva reestreia "Anos Rebeldes" e "Anos Dourados"

No aniversário do Viva, o canal preparou uma programação especial no mês de maio. Dentre elas estão a reestreia das minisséries "Anos Rebeldes" e "Anos Dourados".

A trama de "Anos Dourados", que foi exibida na TV Globo em 1986, retrata o romantismo e a hipocrisia moral da década de 1950. Produção dos anos 80, com grande sucesso na época, foi escrita por Gilberto Braga e protagonizada por Felipe Camargo e Malu Mader. Em 20 capítulos, a história é ambientada nos anos 50 e acompanha a luta dos protagonistas para ficar junto, já que um deles sofre por ser filho de pais separados. Na Tijuca, bairro da classe média carioca de tradição conservadora, Lurdinha (Malu Mader) e Marcos (Felipe Camargo), dois jovens que se apaixonaram à primeira vista. Ela era uma normalista, estudante do Instituto de Educação, uma moça tímida, submissa e muito doce. Ele, aluno do tradicional Colégio Militar, um rapaz íntegro e puro. Tudo parecia perfeito para os dois jovens, mas a família de Lurdinha proibiu o namoro dela com rapaz por ele ser filho de pais separados. Os pais da moça, Dr. Carneiro (Cláudio Corrêa e Castro) e Dona Celeste (Yara Amaral), tentaram de todas as maneiras afastarem a filha do rapaz. A produção chega ao canal no dia 29 de abril, de segunda a sexta, às 23h10, e às 5h15.




Felipe Camargo e Malu Mader são os protagonistas de "Anos Dourados", agora no Viva
Divulgação/Rede Globo

 
Outra novidade é a volta de "Anos Rebeldes", de 1992. No auge do regime militar surge uma história de amor. Maria Lúcia (Malu Mader), uma jovem avessa à militância política, conhece João Alfredo (Cássio Gabus Mendes), atuante do movimento estudantil, e eles logo se apaixonam. Mas essa diferença de ideologias abala o relacionamento, abrindo espaço para que Edgar (Marcelo Serrado), melhor amigo de João, tente conquistar Maria Lúcia. Em meio a um dos períodos mais importantes da história do Brasil, entre 1964 e 1979, os três estudantes do tradicional colégio Pedro II, no Rio de Janeiro, descobrem o amor, a perda e o amadurecimento em um país em mudança. A minissérie aborda ainda o conflito entre individualismo e consciência de classe. A produção chega ao canal no dia 27 de maio, de segunda a sexta, às 23h10, e às 5h15.

Corações partidos em Sangue Bom



Tina (Ingrid Guimarães)
TV Globo/Zé Paulo Cardeal


Muitos relacionamentos amorosos serão abalados na nova novela das sete, ‘Sangue Bom’, de Maria Adelaide Amaral e Vincent Villari. Tina (Ingrid Guimarães), a secretária de Silvia (Mila Moreira), diretora na agência Class Mídia, será abandonada no altar pelo noivo, Vitinho (Rodrigo Lopez). Apesar de amá-la, o trauma causado por Bárbara Ellen (Giuliam Gam) no passado fará com que o rapaz desista da união na hora do sim. Sempre muito alegre e positiva, Tina terá um baque emocional com a não realização do casamento. A partir de então, ela passará a dedicar a vida ao projeto de se vingar de Bárbara.

Mas a atriz canastrona acumula outras armações amorosas no currículo. Também no passado, Bárbara fez com que Irene (Deborah Evelyn) flagrasse um momento íntimo dela com Plínio (Herson Capri), seu namorado. Irene acabou indo embora levando consigo um grande segredo que envolve seu antigo amor. Com o novo nome de Rita de Cássia, Irene abandonou a vida que tinha e se dedicou ao trabalho de contadora de histórias e estátua viva.

Mas quem sofre com todo o drama a que se tem direito é Damaris (Marisa Orth). Seu maior objetivo é reconquistar o marido Wilson (Marco Ricca). E, para isso, ela vai usar de todas as armas possíveis em suas ideias mirabolantes. Filha de um feirante bem sucedido, sempre teve vida farta, mas jamais se preocupou em adquirir educação, elegância ou bom senso. Seu traço dominante é a total ausência de noção do ridículo. Grossa, inadequada e espaventosa, diz a todo mundo que é a melhor amiga de Bárbara (Giulia Gam) e considera um luxo ter uma amiga “famosa e importante”.

Escrita por Maria Adelaide Amaral e Vincent Villari, ‘Sangue Bom’, próxima novela das sete da Globo, é uma comédia romântica urbana e contemporânea, ambientada em São Paulo, 
com direção de núcleo de Dennis Carvalho e direção geral de Carlos Araújo.

Viva estreia bloco de humor nas tardes do canal

A partir do dia 24, as tardes dos assinantes do VIVA ficarão mais engraçadas. O canal vai dedicar um novo horário a programas humorísticos de segunda a sexta, sempre às 15h. A faixa “Viva Rindo” apresentará a cada dia uma atração diferente: “Minha Nada Mole Vida”; o inédito “O Belo e as Feras”; “Sob Nova Direção”; “Faça a Sua História” e “Dicas de um Sedutor”.

Em “Minha Nada Mole Vida”, escrita por Fernanda Young e Alexandre Machado, Luiz Fernando Guimarães interpreta Jorge Horácio, o apresentador do programa “Jorge Horácio by Night”, que cobre festas de celebridades. Ao mesmo tempo em que vive o glamour dos ricos e famosos, ele precisa lidar com a ex-mulher, Silvana (Maria Clara Gueiros), e com o filho, Hélio (David Lucas), um menino com cabeça de adulto.



O Belo e as Feras
Divulgação / Canal Viva


O VIVA ganha mais uma atração de Chico Anysio com a exibição do inédito “O Belo e as Feras”, que foi ao ar na TV Globo em 1999. Entre os roteiristas estão Bruno Mazzeo e Heloísa Périssé. Em cada episódio, o mestre do humor interpreta um personagem diferente, sempre dividindo a cena com uma atriz convidada. Passaram pelo programa Regina Duarte, Fernanda Montenegro, Luana Piovani, entre outras.

Pit (Ingrid Guimarães) e Belinha (Heloisa Périssé) estão de volta ao canal com muitas confusões no “Sob Nova Direção”. As duas amigas de infância se unem para gerenciar um bar no subúrbio do Rio de Janeiro. Para a tarefa, elas contam com a ajuda de seus amigos inseparáveis, Franco (Luiz Carlos Tourinho), Moreno (Luis Miranda) e Horácio (Otávio Muller).

Já em “Faça a Sua História”, Vladimir Brichta vive o taxista Oswaldir, um contador de casos. O motorista carioca narra situações que revelam os tipos que frequentam o Rio. O escritor João Ubaldo Ribeiro é o autor e roteirista da série.

Para fechar a semana, o VIVA exibe “Dicas de um Sedutor”. No programa, Luiz Fernando Guimarães é Santiago Ortiz, um homem que descobriu a fórmula do sucesso: dar conselhos sentimentais a mulheres que procuram entender os homens. Com a ajuda de sua secretária, Arlete (Fabiana Gugli), ele procura finais felizes para as histórias que ouve. Ao mesmo tempo, ele não aguenta o humor temperamental de sua filha Ganesha (Isabela Meirelles) – que acha os conselhos do pai ridículos e não consegue conquistar um amor.

Onde tudo começou em Sangue Bom


Jonas ( Sérgio Malheiros ), Vinny ( Maurício Destry ) e Douglas ( Pedro Inoue )
TV Globo/Zé Paulo Cardeal


Foi na casa de Gilson (Daniel Dantas) e Salma (Louise Cardoso) que tudo começou. Lá, no lar de adoção do casal, localizado no bairro da Casa Verde, em São Paulo, Fabinho (Humberto Carrão), Amora (Sophie Charlotte) e Bento (Marco Pigossi) se conheceram ainda crianças. Além de cuidarem de jovens que foram abandonados, Gilson e Salma são donos do Cantaí, um divertido bar da região.

Extremamente bondoso, Gilson é um homem sereno e acolhedor. Irmão mais velho de Wilson (Marco Ricca) e marido de Salma, compartilha com a esposa os mesmos ideiais. Com ela, teve Érico (Armando Babaioff), noivo de Renata (Regiane Alves). 

Morando com Gilson e Salma, Socorro (Tatiana Alvim) é a mais velha das órfãs da casa e presidente do fã clube de Amora. Auxiliar de enfermagem que trabalha em um laboratório de análises clínicas, ela tem Amora como ídolo máximo, exemplo e referência de vida, já que a it girl também passou pelo lar de Gilson e Salma. Jonas (Sérgio Malheiros), que também vive com eles, está terminando o colégio, mas, como sabe tudo de computador, vai começar a trabalhar como webdesigner. E é um grafiteiro de mão cheia, fazendo trabalhos artísticos em dupla com Douglas (Pedro Inoue) de tempos em tempos.

Escrita por Maria Adelaide Amaral e Vincent Villari, ‘Sangue Bom’, próxima novela das sete da Globo, é uma comédia romântica urbana e contemporânea, ambientada em São Paulo, com direção de núcleo de Dennis Carvalho e direção geral de Carlos Araújo.
 

Os seis protagonistas de Sangue Bom




 Amora (Sophie Charlotte)
TV Globo/João Miguel Júnior


É na selva paulistana da moda, das tendências, das capas de revistas que começa a história de ‘Sangue Bom’, novela de Maria Adelaide Amaral e Vincent Villari, com direção de núcleo de Dennis Carvalho. Giane (Isabelle Drummond) ama Bento (Marco Pigossi), que ama Amora (Sophie Charlotte), que gosta de Maurício (Jayme Matarazzo), que é o grande amor de Malu (Fernanda Vasconcelos). Fabinho (Humberto Carrão) não ama ninguém, a não ser ele mesmo, e faz de tudo para conquistar fama e poder. É em torno deles que a trama principal de ‘Sangue Bom’ se desenrola. Entre muitos encontros e desencontros, a vida desses seis jovens vai se cruzar. O mundo dá voltas e tudo pode mudar. “A novela vai mostrar o reencontro desses personagens”, adianta Marco Pigossi.

O destino uniu Amora, Fabinho e Bento no lar de adoção de Gilson (Daniel Dantas) e Salma (Louise Cardoso). A partir daí, cada um deles foi responsável pela sua própria história. Amora foi adotada pela atriz Bárbara Ellen (Giulia Gam) e se tornou quase “sua imagem e semelhança”. “A personagem é uma famosa it girl, vira tendência e ela adora isso”, explica Sophie.

Bárbara, uma atriz canastrona e encrenqueira mas com tremendo senso midiático, sempre quis ser famosa, e tudo o que fez foi com este objetivo – começando por mudar o nome de Conceição por outro mais glamoroso. Ela teve uma filha biológica, Malu, mas descobriu na adoção de crianças carentes uma excelente forma de autopromoção. Foi assim que adotou Amora. Antagonista natural da irmã de criação, Malu é formada em pedagogia e faz pós-graduação em assistência social. Íntegra e assertiva, não tem nada a ver com aquele mundo de fama e excessos, no qual vivem Amora e Bárbara. “O grande conflito da Malu são esses dois mundos, pois ela vive os dois lados da moeda, esses dois valores”, descreve Fernanda Vasconcellos.


Bento (Marco Pigossi)
TV Globo/Zé Paulo Cardeal

Bento cresceu nas redondezas da Casa Verde e fundou uma cooperativa de flores, onde trabalha com Giane. E Fabinho foi adotado por uma família falida do interior do estado. Mas ele volta para São Paulo disposto a encontrar os pais biológicos e reencontrará Bento, e principalmente Amora, a quem tentará conquistar a qualquer preço. “O Fabinho chega com papo de que é rico, que estudou e fez coisas que nunca existiram”, adianta.

Quando a história começa, Amora é noiva de Maurício e nem imagina que sua irmã de criação, Malu, nutre por ele uma paixão platônica. “Eu o vejo como um menino que se molda demais para estar ao lado de uma mulher elegante, desejada”, identifica Jayme. Giane também tem um amor não revelado, mas sua personalidade é completamente diferente. “Ela é impulsiva. Fala o que sente e tem aversão a Amora”, define Isabelle.

 Giane (Isabelle Drummond) no Museu do Futebol
TV Globo/Zé Paulo Cardeal

Escrita por Maria Adelaide Amaral e Vincent Villari, ‘Sangue Bom’, próxima novela das sete da Globo, é uma comédia romântica urbana e contemporânea, ambientada em São Paulo, com direção de núcleo de Dennis Carvalho e direção geral de Carlos Araújo.



domingo, 14 de abril de 2013

Conheça o elenco de “Chiquititas”!

Giovana Grigio, atriz que dará viva a Mili
Giovana Grigio, atriz que dará viva a Mili

Esperando manter o público conquistado por “Carrossel”, o SBT já trabalha a todo o vapor na produção do remake de “Chiquititas”.

A novelinha estreia em julho no canal de Silvio Santos e já tem sua protagonista escolhida. A premiada é a moreninha Giovana Grigio, que dará vida a Mili, papel que na versão original coube a Fernanda Souza, atualmente na Globo.

A famosa professora Carolina será interpretada pela atriz Manuela do Monte, que na foto publicada com exclusividade pelo jornalista Fernando Oliveira do “iG”, aparece reunida com todo o elenco infantil.

Elenco da novelinha
Elenco da novelinha

Quem também integra o elenco são os atores Julia Oliver, que dará vida a Pata, e Felipe Cavalcanti, que interpretará Rafa.

A ideia inicial do SBT é estrear a novela com 90 capítulos de frente e mantê-la no ar por pelo menos um ano.

Samuca chamará Cassiano de pai

Ester com Samuca
Ester com Samuca

Segundo informações da jornalista Carla Bittencourt, do “Extra Online”, Samuca (Vitor Figueiredo) finalmente chamará Cassiano (Henri Castelli) de pai em “Flor do Caribe”, novela das 18h da Rede Globo.

O atrapalhado Candinho (José Loreto) ajudará o amado de Ester (Grazi Massafera) nesse encontro emocionante. Após se entender com a loira, Cassiano conseguirá conquistar a confiança do filho.

Candinho perceberá que Samuca está triste na porta da escola, e ao perguntar o motivo, o lhe menino explica o drama que está vivendo em casa. “Minha mãe veio com uma história de que o meu pai não é o meu pai. Ela falou que meu pai casou com ela, me criou como filho, mas que meu pai mesmo não é o meu pai, é o Cassiano! Entendeu, Candinho?”, falará.

Nesse momento de tristeza, Cassiano chega acompanhando de Ester e ouve um sonoro:  “‘Alá’ o meu outro pai, Candinho!  Pai! Ô, pai, vem cá!”.

A cena, prevista para ir ao ar ainda este mês, promete emocionar.

Estrelas de “Amor à Vida”, Elizabeth Savalla e Susana Vieira não se falam

Susana terá papel central em "Amor à Vida"
Susana terá papel central em “Amor à Vida”

De acordo com a colunista Keila Jimenez (Folha), a equipe de “Amor à Vida”, próxima novela das 21h da Globo, tem tido trabalho com as atrizes Elizabeth Savalla e Susana Vieira.

As veteranas não se falam desde um desentendimento durante as gravações de “A Padroeira”, novela de 2001. Por isso, a produção da novela precisa se desdobrar para evitar que ambas se encontrem nos sets de gravações ou nos camarins.

Para evitar um possível confronto entre os desafetos, todo o cronograma de gravações da novela está sendo planejado em torno disso, já que tanto Elizabeth quanto Susana possuem papéis centrais na trama de Walcyr Carrasco.

“Sangue Bom” e “Amor à Vida” estrearão sem data para terminar

Malvino Salvador estará em "Amor à Vida"
Malvino Salvador estará em “Amor à Vida”

Prestes a estrear nas faixas das 19h e das 21h, respectivamente, “Sangue Bom” e “Amor à Vida” possuem algo em comum: ambas estão estreando sem data estipulada para terminar.

Seus autores foram instruídos a começar a escrever desconhecendo o número de capítulos que cada trama terá. De acordo com o colunista Flávio Ricco (UOL), as novelas podem terminar em outubro deste ano, ou, se agradarem, serem esticadas até janeiro de 2014.

Esta indefinição não é uma prática comum na Globo, que costuma se planejar com bastante antecedência. Por estarem, porém, entre os primeiros lançamentos da gestão de Carlos Henrique Schroder à frente da emissora, “Sangue Bom” e “Amor à Vida” devem servir de modelo sobre como qual deve ser a duração das novelas globais a partir de agora.

A decisão final sobre o assunto sai ainda esta semana. Por ora, as gravações de ambas seguem a todo o vapor.

“Suburbia” não terá segunda temporada na Globo

“Suburbia” não ganhou continuação
“Suburbia” não ganhou continuação

Apesar de ter sido bem avaliada pela direção da Globo, a série “Suburbia” não ganhará uma segunda temporada. De acordo com o jornal “O Globo”, a decisão partiu do diretor Luiz Fernando Carvalho.

O profissional escreveu o primeiro episódio da eventual segunda temporada, mas não gostou do resultado.

A trama teria que ter uma passagem de tempo, e a mudança geraria uma grande troca de elenco, o que não estava nos planos iniciais do diretor.

Luiz Fernando está editando atualmente o DVD da série, que deverá ser lançado em breve pela Globo Marcas.

Bianca Salgueiro protagonizará “Malhação – Casa Cheia”

“Malhação” terá, pela primeira vez, gravações no exterior
“Malhação” terá, pela primeira vez, gravações no exterior

Longe da telinha desde “Fina Estampa” (2011), na qual viveu Carolina, Bianca Salgueiro volta à telinha como protagonista da nova temporada de “Malhação”, intitulada de “Casa Cheia”. Na história, ela será a mocinha Júlia Fontes.

Considerada uma atriz promissora, Bianca começará a gravar a trama em Miami. Será a primeira vez que a novelinha ganha gravações no exterior. Na nova temporada, uma casa será o ponto de encontro de jovens.

Humberto Carrão é a grande aposta de “Sangue Bom”

Próxima novela das sete promete destaque para Humberto Carrão
Próxima novela das sete promete destaque para Humberto Carrão

“Sangue Bom”, próxima novela das sete, só estreia no próximo dia 29, mas nos bastidores já se destaca o trabalho de Humberto Carrão. Longe das novelas desde “Cheias de Charme”, o ator volta à telinha como um vilão.

Na trama de Maria Adelaide Amaral e Vincent Villari, ele será Fabinho. Apesar de ser um canastrão, o personagem é considerado carismático. A dupla de autores aposta todas as suas fichas na atuação de Carrão.

“Sangue Bom” tem direção-geral de Dennis Carvalho.

Miguel Falabella nega ter vetado Tom Cavalcante do “Sai de Baixo”

Tom era contratado da Record
Tom era contratado da Record

Conforme já noticiou o NOVELAS ONLINE, o Viva, canal por assinatura da Globo, está preparando o retorno do famoso sitcom que marcou época no Brasil, o ”Sai de Baixo”.

O elenco que fará parte desse especial, que pode vir a ser exibido na própria Globo, será composto por Miguel Falabella (Caco), Marisa Orth (Magda), Luis Gustavo (Vavá), Aracy Balabanian (Cassandra) e Márcia Cabrita (Neide Aparecida).

Os olhares mais atentos já detectaram a ausência de Tom Cavalcante na pele do cômico porteiro Ribamar, um dos personagens mais famosos do seriado. Publicações informaram que o humorista negou o convite, mas o próprio já adiantou que nem chegou a ser chamado para a produção.

Segundo boatos, Miguel Falabella, protagonista e autor da série, é o responsável pela ausência de Cavalcante. Miguel, porém, nega que os boatos sejam verdadeiros. Ao “Extra”, o autor deu a seguinte declaração: “Não tenho problema nenhum com o Tom Cavalcante. A Globo é que deve ter alguma questão com ele, e e ele com a emissora. Não fui responsável pela escalação de ninguém”.

Globo define diretor de “Meu Pedacinho de Chão”

Luiz Fernando Carvalho
Luiz Fernando Carvalho

A Globo ainda não confirmou a data de exibição da segunda versão de “Meu Pedacinho de Chão“, mas a trama já começou a ser escrita por Benedito Ruy Barbosa e já possui direção-geral confirmada.

De acordo com o jornal “O Globo”, Luiz Fernando Carvalho, que dirigiu recentemente a série “Suburbia”, foi confirmado na direção da novela. O profissional já trabalhou com Benedito em obras como “Esperança” (2002) e “O Rei do Gado” (1996).

“Meu Pedacinho do Chão” inaugurou a faixa de novelas das 18h da Globo em 1971 e é considerada uma das melhores novelas no horário. O remake já tem 48 capítulos escritos.

Ester faz amor com Cassiano e desperta a ira do marido

Ester e Cassiano: noite de amor na cabana
Ester e Cassiano: noite de amor na cabana

Em “Flor do Caribe”, a mocinha Ester (Grazi Massafera) se renderá aos encantos de Cassiano (Henri Castelli). O casal fará amor na cabana em que costumam se encontrar desde o início de seu relacionamento.

Cassiano aproveita a oportunidade para, mais uma vez, fazer com que a loira volte para seus braços e abandone o vilão Alberto (Igor Rickli): “Fica comigo, Ester. Acredita em mim: nunca teria me afastado de você. Esses tempo que fiquei longe… meu amor, foi uma cilada! Olha no meu olho: não sou o contrabandista, o traficante de nada”, dirá o bom moço.

Após muita insistência, Ester decide pedir o divórcio e voltar a viver com Cassiano. Ao chegar em casa e contar para o marido sobre sua decisão, Ester verá o vilão ser dominado pela fúria.

Nova “Malhação” sairá da escola e focará na família

Fernanda: de volta para a trama que a consagrou
Fernanda: de volta para a trama que a consagrou

O diretor Dennis Carvalho será o responsável pela direção de núcleo da nova temporada de “Malhação”, prevista para estrear em julho.

Em recente reunião com a alta cúpula da Globo, Dennis apontou os novos rumos que pretende dar ao “folheteen”. A nova temporada focará nos dramas familiares, fugindo um pouco do ambiente escolar. Internamente, a novela tem sido chamada de “Malhação – Casa Cheia”., devido à família de protagonistas, um casal com seis filhos.

A ideia inicial de preencher o elenco com atores do primeiro escalão da emissora foi descartada. A entrada de “novas caras”, tradição do folhetim desde sua estreia em 1995, será mantida pela Globo, que deseja continuar a revelar novos talentos que poderão ser usados em outras produções da Casa.

No elenco, Fernanda Souza, Isabela Garcia, Tuca Andrada e Paulo Betti são nomes de maior peso confirmados até aqui. Temas rotineiros como adolescência, gravidez, drogas e namoro também terão seu espaço garantido em “Casa Cheia”.

Márcio Garcia recebe convite para “Joia Rara”

Márcio Garcia
Márcio Garcia

Depois de um bom tempo longe da telinha, Márcio Garcia promete voltar com tudo. Além de participar dos primeiros capítulos de “Amor à Vida”, próxima das 21h, o ator foi convidado para integrar o elenco de “Joia Rara”, novela das 18h que estreia em setembro, no lugar de “Flor do Caribe”.

O convite foi feito pela diretora Amora Mautner, mas ainda não há confirmação se Márcio aceitou ou não o papel. Atualmente ele está envolvido com a estreia de “Angie”, seu segundo longa-metragem como diretor.

Por falar em “Joia Rara”, o elenco da trama já começou os estudos sobre o Nepal, país que será cenário para algumas cenas do folhetim. Caso Márcio aceite o convite, ele integrará um time que já conta com Natália Dill, Bruno Gagliasso, Bianca Bin, Carmo Dalla Vecchia, Marcos Caruso, Domingos Montagner, Paula Burlamaqui, Heloísa Périssé, Fabíula Nascimento, Mel Maia, entre outros.