sexta-feira, 9 de março de 2012

“Rei Davi” empata com a Globo


A exibição da minissérie “Rei Davi”, das 23h22m à 0h23m fez a Record ficar empatada com a Globo no primeiro lugar. As duas emissoras marcaram 12 pontos no horário em que confrontaram.

De acordo com a jornalista Patrícia Kogut, enquanto concorreu com “As Brasileiras”, a minissérie bíblica ficou em segundo lugar.

Das 23h19m às 23h54m, “As Brasileiras” marcou 15 pontos, nesse horário a Record marcou 12 pontos. O Jornal da Globo marcou 11 pontos, o mesmo da Record no período das  23h54m à 0h28m.

Último Capítulo de “Mulheres de Areia” marca boa audiência


Foi ao ar nesta sexta-feira (09) o último capítulo da re-reprise da novela “Mulheres de Areia”, e de acordo com dados prévios do Ibope, marcou 19.7 de média, foi líder isolada.

A sua antecessora, “O Clone”, marcou em seu último capítulo, 22 de média com picos de 25.

* Os números são prévios e podem sofrer alterações no consolidados.

* Cada ponto equivale a 60 mil domicílios na grande São Paulo

Autor encerra Fina Estampa com grande festa para o elenco, em Petrópolis

Autor encerra Fina Estampa com grande festa para o elenco, em Petrópolis - Divulgação/TV Globo

Em entrevista à colunista, Regina Rito, do Jornal O Dia, Aguinaldo Silva, autor de Fina Estampa, revelou vários detalhes do final da trama. O Fuxico já contou alguns desfechos como o real segredo de Tereza Cristina (Christiane Torloni), que é irmã de Álvaro (Wolf Maya). O autor contou que a Pitonisa de Tebas não é filha da empregada louca, Carlota Valdez, como Tia Íris (Eva Wilma) contou. Na verdade, ela é filha do marido de Íris com a irmã dela. E, portanto, irmã de Álvaro por parte de pai.

“A irmã de Íris tinha muito dinheiro e deixou tudo para Tereza Cristina porque, oficialmente, esta era filha dela com o próprio marido, e não com o cunhado. O marido de Íris, verdadeiro pai de Tereza Cristina, também deixou herança para Íris, só que ela torrou tudo”.

O autor revela ainda que que vai inovar nas comemorações do fim da trama: vai oferecer uma festa, dia 17 próximo, aos que participaram da produção – que atingiu excelentes índices de audiência, passando a casa dos 40 pontos no Ibope – em sua pousada, a Locanda della Mimosa, em Petrópolis, na região serrana do Rio de Janeiro.

“Convidei não só o elenco e direção, mas toda turma dos bastidores, incluindo câmeras, maquinistas e técnicos. No total são 140 pessoas, com direito a acompanhante. Vai ser um verdadeiro congraçamento”, contou. Até agora, mais de 100 convidados já confirmaram presença.

Aguinaldo também revelou que desistiu do furacão que sopraria sobre a Barra da Tijuca no último capítulo.

“Seria necessária a contratação de uma equipe de efeitos especiais, o que não pode ser feito assim de última hora”.

Mas ele não abre mão da tempestade que cairá sobre o bairro, em meio a qual a perua tentará escapar das garras da polícia no barco de Pereirinha (José Mayer), com o próprio.
“O barco vai virar e afundar, é claro. Mas, se ela vai morrer ou não, vou decidir só no dia da exibição, já que três versões do acidente serão gravadas”, disse.

 O desfecho de Patricia
Patrícia (Adriana Biroli) conta para Tereza Cristina (Lilia Cabral) que está grávida de Antenor (Caio Castro), dia 20. Claro que a mãe não gosta nada da notícia e quase consegue empurrá-la escada abaixo. A jovem é salva graças à chegada inesperada de Crô (Marcelo Serrado).

Quinze se declara a Theodora
Aconselhado por Griselda (Lilia Cabral), Quinzé (Malvino Salvador) corre atrás de Teodora (Carolina Dieckmann), que está indo para Nova York:.

“Eu já disse: vai atrás da mulher que você ama! Você nunca esqueceu a Teodora. É ela que está dia e noite aí, dentro dessa tua cabeça dura. É ela quem faz bater esse teu coração mole”, aconselha Pereirão.

Ele cai em si e corre para o aeroporto. Ao chegar, o avião já partiu. Quinzé se desespera. Mas, graças a um problema, o avião retorna. Ele se declara a ex.

“Quero ser teu marido de novo. Estou aqui pra te dizer que te amo, quero ficar contigo e com o Quinzinho”. E assume até o filho que ela espera dele. De lá, partem para a antiga casa de Griselda e têm uma noite de amor arrebatadora.

Ferdinand foge
Ferdinand (Carlos Machado) é seguido pelo Delegado Paredes (Samir Murad) e quase é pego pela polícia, dia 21. O brucutu se embrenha pelo mato e depois de balear um dos policiais no braço, escapa. Logo em seguida, liga para Tereza Cristina e avisa que é melhor cancelar o plano de sequestrar Griselda. Mas a patroa ordena.

“Nem com mil Paredes no meu encalço eu desistiria. A Gorila Maguila tem que morrer queimada aí nesse teu muquifo! Nós apenas vamos ter que mudar a nossa estratégia”.

Final será gravado dia 23
O autor da novela das nove também deixa bem claro que o fim de Fina Estampa não será o do capítulo distribuído para o elenco.

“Ele permanecerá secretíssimo em minhas mãos, com a cumplicidade do diretor, Wolf Maya, e só será gravado no dia 23, mesmo dia da exibição”, disse Aguinaldo.

SBT adota ponto eletrônico nas suas novelas

Atores mirins Jean Campos e Larissa Manoela interpretam Cirilo e Maria Joaquina no remake de Carrossel (SBT)
Atores mirins Jean Campos e Larissa Manoela interpretam 
Cirilo e Maria Joaquina no remake de Carrossel (SBT)

Representantes da Televisa passaram por aqui e em reunião com o pessoal do SBT se concluiu que, a partir de agora, o elenco infantil da novela “Carrossel” passará a usar “ponto eletrônico” durante as gravações.

Entendem que isso também vai servir para agilizar e amenizar a carga dos trabalhos. Uma bobagem. Começa que estão menosprezando a capacidade das crianças, sem levar em conta que tudo caminhou muito bem até aqui sem essa besteira.

A realidade do México na questão das novelas em nada se parece com a nossa, principalmente a que é praticada por Globo e Record, por exemplo.

Ponto eletrônico, com todo respeito a quem usa, é um retrocesso, e não se enquadra no modelo de trabalho adotado pela teledramaturgia brasileira.

Aliás, numa rápida pesquisa realizada nos bastidores com as próprias crianças, a maioria se mostrou contrária a sua utilização. Novela e fábrica de macarrão, se alguém ainda não sabe, são coisas bem diferentes.

A Grande Família avança 4 anos em abril

Já na Grande Família, Lineu sofre um acidente e acorda após 4 anos em coma (Foto: Divulgação / TV Globo) 
Já na Grande Família, Lineu sofre um acidente e acorda após 4 anos em coma (Foto: Divulgação / TV Globo)
Na nova temporada de A Grande Família, que estreia dia 05 de abril, Lineu (Marco Nanini) sofre um acidente e fica quatro anos em coma. Quando finalmente acorda, tem de lidar com as mudanças drásticas na família Silva. Nenê (Marieta Severo) agora trabalha fora, como estilista da grife de Kely, interpretada por Katiúscia Canoro em participação especial. A nova versão da ex-dona de casa desperta paixões e Nenê terá que lidar com o sentimento que desperta em Dr. Romero (Juca de Oliveira), médico do marido. 

Agostinho (Pedro Cardoso), além de transformar o carro de Lineu em táxi, constrói uma piscina e uma academia de ginástica na garagem dos sogros para Bebel (Guta Stresser), que ganha ares de perua. Com a passagem de tempo, quem entra na pré-adolescência é Florianinho (Vinícius Moreno), que se transforma em uma versão miniatura do pai. 

Já Tuco consegue emprego como ator em um programa humorístico, mas continua trabalhando na empresa de táxi de Agostinho e Paulão (Evandro Mesquita), que ganha um novo integrante: Pajé Muricy (Luis Miranda). No trabalho de Lineu, um grupo de corruptos ocupa a repartição levando Mendonça (Tonico Pereira) para a prisão. 

A Grande Família tem redação final de Bernardo Guilherme, Marcelo Gonçalves e Mauro Wilson, direção geral de Luis Felipe Sá e direção de núcleo de Guel Arraes. 

Tapas & Beijos retorna em abril

Sueli e Fátima se mudam para Copacabana na nova temporada de Tapas e Beijos (Foto: Divulgação / TV Globo) 
Sueli e Fátima se mudam para Copacabana na nova temporada de Tapas e Beijos (Foto: Divulgação / TV Globo)
 
Sueli (Andréa Beltrão) e Fátima (Fernanda Torres) voltam às noites de terça-feira com a divertida Tapas & Beijos. No primeiro episódio, que será exibido dia 03 de abril, as melhores amigas, que agora são casadas com Jorge (Fabio Assunção) e Armane (Vladimir Brichta), respectivamente, se mudam do Méier para serem vizinhas em Copacabana. 

Ao voltarem da lua de mel, deparam-se com Djalma (Otávio Muller) revoltado, já que Flavinha (Fernanda de Freitas) levou a mãe para morar com eles. Diante de uma frase profética dita pelo chefe, Fátima passa a desconfiar que Armane tenha uma amante, enquanto Sueli se preocupa com o comportamento arredio de Bia (Malu Rodrigues) – sem saber que a enteada acolhe Jurandir (Érico Brás) no apartamento deles. 

Tapas & Beijos tem direção de núcleo de Mauricio Farias e redação final de Cláudio Paiva.

Cheias de Charme estréia em abril


Michel Teló tem participação em Cheias de Charme (Foto: TV Globo / Divulgação) 
Michel Teló tem participação em Cheias de Charme
 (Foto: TV Globo / Divulgação)
 
Cheias de Charme, a próxima novela das sete, com estreia marcada para abril, conta uma fábula sobre sorte, talento, show business e, principalmente, amizade. Maria da Penha (Tais Araújo), Maria do Rosário (Leandra Leal) e Maria Aparecida (Isabelle Drummond) são empregadas domésticas que vão se conhecer após uma noite de muita confusão. Do caos nascerá uma grande cumplicidade, mostrando que na vida, assim como na música, a harmonia é fundamental. E, como num conto de fadas, elas se transformarão num bem sucedido trio de cantoras. A pedra no sapato dessas heroínas é Chayene (Cláudia Abreu), a rainha do eletroforró. 

A cantora amarga uma má fase na carreira e tentará se reerguer às custas do cantor Fabian (Ricardo Tozzi), sucesso do ritmo sertanejo universitário. O elenco ainda traz Marcos Palmeira, Juliana Alves, Jonatas Faro, Jayme Matarazzo, Bruno Mazzeo, Aracy Balabanian, Malu Galli, Tato Gabus, Alexandra Richter, entre outros. A novela tem autoria de Filipe Miguez e Izabel de Oliveira, com colaboração de Daisy Chaves, Isabel Muniz, João Brandão, Lais Mendes Pimentel, Paula Amaral e Sergio Marques, supervisão de Ricardo Linhares, direção de núcleo de Denise Saraceni e direção geral de Carlos Araújo.

Remake de Gabriela homenageará o centenário de Jorge Amado


Rosi Campos e Suely Franco também estiveram no evento de lançamento (Foto: TV Globo / Bob Paulino) 
Rosi Campos e Suely Franco também estiveram no evento de lançamento
 (Foto: TV Globo / Bob Paulino)
 
Outra novidade da dramaturgia da Rede Globo é o lançamento de Gabriela. No ano do centenário do escritor Jorge Amado, a emissora prepara uma obra inspirada em "Gabriela, Cravo e Canela”, um dos maiores clássicos do autor. A história se passa na Bahia dos anos 20, tempo em que Ilhéus vive o apogeu da cultura do cacau. A pequena cidade foi levantada a ferro e fogo pelos coronéis que residem e mandam por lá, liderados por Ramiro Bastos (Antonio Fagundes), o representante do conservadorismo.

Aparentemente sólida, essa hegemonia é ameaçada pela chegada do exportador carioca Mundinho Falcão (Mateus Solano), o progresso em pessoa. A cidade partida entre a moral conservadora e os novos tempos mais liberais; as quengas do Bataclã e a política – todos param ao ver Gabriela (Juliana Paes). Uma retirante da seca, que depois de atravessar a caatinga, chega a Ilhéus a procura de emprego. Nacib (Humberto Martins), um imigrante árabe dono do Vesúvio, bar mais conhecido do lugar, enfrenta a busca desesperada por uma cozinheira. A oferta de um lado e a procura de outro preparam os dois para um encontro quase marcado! Vendo que Nacib hesita em contratá-la, Gabriela dispara: “moço bonito”.

O árabe cede à ousadia da moça e aceita seus serviços às escuras, sem ao menos ver seu rosto, coberto de poeira e terra, assim como os trapos que escondem seu corpo. Cozinheira de mão cheia, Gabriela surpreende o patrão e faz dele o homem mais afortunado de Ilhéus. Com cheiro de cravo e cor de canela, sua sensualidade é tão casual quanto ela. Uma mulher alheia aos costumes da época, que vai colocar à prova tudo quanto for sentimento humano e seus questionamentos morais: o amor, a traição, o ódio, o rancor, o perdão. A nova versão de Gabriela é escrita por Walcyr Carrasco, com direção de núcleo de Roberto Talma e direção geral de Mauro Mendonça Filho.

Louco Por Elas estréia dia 13 de março


Du Moscovis e elenco de Louco Por Elas (Foto: TV Globo / Divulgação) 
Du Moscovis e elenco de Louco Por Elas (Foto: TV Globo / Divulgação)
 
Novas séries também integram a nova programação da Rede Globo. No dia 13 deste mês, terça-feira, estreia Louco Por Elas. Du Moscovis é Léo, um técnico de futebol de praia de um time feminino adolescente. Além das pupilas, ele passa seus dias cercado por quatro mulheres, tentando conhecê-las e compreendê-las. A primeira é Giovana (Deborah Secco), sua ex-mulher, uma bem-sucedida escritora de livros de relacionamento.

A avó de Léo, Violeta (Glória Menezes), é um tanto inconveniente e usa a “loucura não diagnosticada” e a excentricidade para conseguir o que deseja. Bárbara (Luisa Arraes), sua enteada adolescente, não perde a oportunidade de implicar com ele, mas morre ciúmes do padrasto. A pequena Theodora (Laura Barreto), sua filha de oito anos, é mais intelectual do que todos os adultos da família reunidos, porém peca pela falta de sutileza em seus comentários. Louco por Elas tem direção de núcleo de Guel Arraes e roteiro e direção geral de João Falcão.

Louco por elas


Eduardo Moscovis, Deborah Secco e Glória Menezes são as estrelas da abertura do seriado “Louco por elas”. Essa é a imagem de Moscovis na vinheta. O programa estreia na próxima terça-feira, dia 13.

Suzana Pires será amante de Ary Fontoura em 'Gabriela'


Ainda no ar em "Fina estampa", Suzana Pires já começou os trabalhos para "Gabriela", próxima novela das 23h da Globo. A atriz será Glória no remake adaptado por Walcyr Carrasco e dirigido por Mauro Mendonça Filho. A personagem - que na primeira versão foi interpretada por Ana Maria Magalhães - é amante do coronel Coriolano, papel que na nova versão caberá a Ary Fontoura.

No folhetim - adaptado da obra de Jorge Amado - Glória é mantida presa pelo coronel dentro de uma casa no centro de Ilhéus. Ele não permite que ela saia na rua - no máximo, pode ir até a janela. A personagem fica conhecida na cidade como "a moça da janela". Ele acaba expulsando a moça de Ilhéus ao descobrir que ela está apaixonada por outro homem.

Ary Fontoura e Suzana Pires já trabalharam juntos em "Caras & bocas", novela de autoria do mesmo Walcyr Carrasco. Na trama, ele era o milionário Jacques e ela a espevitada Ivonete.

Maio: HBO estreia nova série brasileira

A HBO estreia no mês de Maio mais uma produção 100% nacional. Trata-se de "Preamar", uma série ambientada nas praias cariocas, que conta a história de um empresário bem-sucedido que faz uma aposta errada na Bolsa de Valores e vai à falência. Toda esta mudança em sua vida o leva a conhecer o criativo e diversificado mercado das praias do Rio.




Hugo Bonemer está no elenco da nova série brasileira da HBO
Reprodução

Produzida pela Pindorama Filmes e dirigida por Estevão Ciavatta, "Preamar" terá 13 capítulos e começou a ser gravada no ano passado. A trama, que tem como cenário as praias de Ipanema e Leblon, mostra uma visão pouco conhecida das praias cariocas. Leonardo Franco interpreta João Ricardo Velasco, um executivo que, após perder o emprego em um banco, inicia um negócio informal nas praias do Rio de Janeiro, sem revelar para a família sua real situação. O elenco de "Preamar" conta com a participação de Karen Junqueira, Thiago Amaral, Roberto Bonfim, Paloma Riani, Eliana Pittman, Pollyanna Rocha e outros grandes atores.

A HBO já produziu quatro séries no Brasil. São elas: "Alice", que além disso também ganhou dois telefilmes; "Filhos do Carnaval", "Mulher de Fases" e "Mandrake", cujo especial em duas partes começou a ser gravado neste ano.

Abril: Multishow estreia "Os Buchas"

 
A série "Os Buchas" que teve suas duas primeiras temporadas exibidas pelo Canal Oi está de casa nova.

A partir do dia 02 de abril, às 22h, a série estreia sua nova temporada no Multishow. A série mostra o dia-a-dia de quatro amigos que se divertem com as suas desventuras amorosas, sempre envolvidos com uma mulher que faz com eles sejam "buchas". "Bucha" é a gíria carioca para homem inseguro, oposto do conquistador, do macho alfa.

Beni (Gregório Duvivier) é o bucha principal, que coleciona fracassos em relação às mulheres. Apesar de sempre achar que está no caminho certo, o rapaz acaba pisando na bola e perdendo a garota dos seus sonhos da vez, protagonizando situações as mais hilárias. Seu amigo Maia (Silvio Guindane) é o contraponto. O verdadeiro malandro carioca, conquistador, ele ganha qualquer uma com um sorriso. Mas, como qualquer homem, se transforma em um verdadeiro bucha quando se apaixona.



Silvio Guindane, Gregório Duvivier, Rafael Studart e Tatiana Muniz estão em "Os Buchas"
Divulgação/2Moleques

O casal Beto (Rafael Studart) e Julia (Tatiana Muniz) completam o quadro de personagens mostrando as desventuras da vida a dois. Beto vive o eterno conflito do homem e a monogamia: ele adora a mulher que tem, mas, mesmo achando ela sensacional, está toda hora fantasiando sobre como seria se estivesse solteiro. Já, Julia é o exemplo da mulher ideal. A menina entre os meninos, se coloca no grupo de igual para igual e dá aquele toque feminino, assumindo o papel de conselheira com todo seu senso crítico. Ainda tem o Discipulo de Batista (Caruso), um dos maiores trabalhadores do Brasil, não tem serviço que negue e vai se tornando o mais novo elemento do grupo de amigos buchas.

O programa desconstrói a imagem de machão infalível, com um humor recheado de piadas carregadas de sarcasmos e referências da cultura pop, como quadrinhos, cinema pipoca e obras "cults e nerds" em geral. O elenco conta com nomes como Silvio Guindane ("Open Bar"), Gregório Duvivier ( "Vendemos Cadeiras"), Rafael Studart, Tatiana Muniz e como não poderia faltar, o onipresente do canal Fernando Caruso ("De Cara Limpa", "Muito Giro" e "Ed Mort").

"Os Buchas" estreia dia 02 de abril, às 22h, no Multishow

Gêmeos serão o grande destaque da segunda temporada de “Rebelde”




http://audienciamundotv.files.wordpress.com/2012/03/header1.png?w=484&h=262&h=262
Divulgação

Escrita por Margareth Boury e com direção geral de Ivan Zettel, a novela Rebelde chega a sua 2ª temporada. A trama, que estreia na terça-feira, 13 de março, terá algumas mudanças, principalmente no que diz respeito ao relacionamento entre os rebeldes. Após as férias, Alice (Sophia Abrahão) e Pedro (Micael Borges), assim como Carla (Mel Fronckowiak) e Tomás (Chay Suede) terminam o namoro, mas eles continuarão a ter uma postura profissional em relação à banda. Roberta (Lua Blanco) e Diego (Arthur Aguiar) permanecem juntos e apaixonados, mas é claro que a paz não durará muito tempo.

Dois personagens novos prometem causar muita confusão no Elite Way: são eles os gêmeos Lucy (Ully Lages) e Miguel Zimer (Thiago Amaral). Nascidos em uma família tradicional de Nova Orleans, nos Estados Unidos, eles chamarão a atenção de todos no colégio pela sua aparência deslumbrante. Belíssimos e encantadores, os irmãos serão os grandes vilões da trama, mas tentarão passar a imagem de bonzinhos. Além disso, eles fazem parte de um grupo no qual fazem de conta que são vampiros. A brincadeira é séria a ponto de vestirem capas.

http://2.bp.blogspot.com/-URhC-q8eBcs/T1I6CL2opRI/AAAAAAAAACk/4rOuKs_MPOc/s1600/OgAAABqDUM8RVayVG2QPdp6Ss9JTEdavVjnMsDQlcS2wABs8B3v3o7CZkAh0YuN3lNDmYxCE2cdaFrjWTs5QJEDlJpMAm1T1UDJmsK-qBuB_Pv-l9m6dVCPZR8h9.jpg
Lucy (Ully Lages) e Miguel Zimer (Thiago Amaral) / Divulgação

Lucy se interessará por Diego, enquanto Miguel cairá de paixões por Alice e os dois não pouparão esforços até conquistarem seus respectivos alvos. Roberta, que a princípio se identificará com o estilo dark da moça, logo perceberá seu interesse por Diego. Pilar (Rayana Carvalho) e Binho (Pedro Cassiano) estão juntos, mas ele se interessará por Lucy, o que poderá ameaçar o romance dos dois. Como se não bastasse, a nova aluna ainda tentará seduzir os professores do colégio!

A direção do Elite Way passará a ser compartilhada por Leila (Adriana Londoño) e Jonas (Floriano Peixoto), agora casados. Outra surpresa, será a notícia de que Artur (Daniel Erthal) possui um filho, fruto de um namoro da adolescência, chamado Artur Filho (João Victor Granja). A mãe, desejosa de curtir a vida, colocará o menino de oito anos aos cuidados do pai. Artur Filho é uma cópia fiel do pai, sem tirar nem por!
Além dos gêmeos, o Elite Way receberá Penélope (Rafaela Ferreira), uma jovem gordinha e bem-humorada. Aspirante a estilista famosa, ela, na verdade, apresenta um gosto muito duvidoso para roupas. Garantia de situações engraçadas, Penélope se apaixonará por Tomás e tentará conquistá-lo a qualquer custo.

Já Beth (Claudia Lira) vislumbrará um novo amor! O Dr. Jorge Campos, advogado e amigo de Franco (Luciano Szafir), ajudará Beth a sair da cadeia, depois que ela assumir a culpa por ter falsificado documentos para se livrar das dívidas de jogo deixadas por seu ex-marido. Jorge assumirá uma postura paterna em relação a Raul (Lucas Cotrim) e Pedro que, inicialmente, ficará com um pé atrás em relação ao advogado.

“Rei Davi” é líder em São Paulo e no Rio de Janeiro, mas perde no confronto com Ivete Sangalo

http://veja.abril.com.br/assets/pictures/69826/reidavicort-size-598.jpg?1331233554
Leonardo Brício / Reprodução

Na noite desta quinta-feira, dia 08/03, o 14º episódio inédito de “Rei Davi” consolidou a liderança na média de audiência. Na faixa das 23h22 à 00h23, a minissérie escrita por Vivian de Oliveira, com direção geral de Edson Spinello, marcou 12 pontos de média, pico de 14 e share de 26%.

Porém, perdeu no confronto com a série “As Brasileiras”, da Rede Globo. No confronto o Ibope apontou: As Brasileiras 15 x 12 Rei Davi.

Ivete Sangalo foi a protagonista do episódio, em “A Desastrada de Salvador”.

E no Rio de Janeiro, no mesmo horário de exibição, a superprodução alcançou média de 14 pontos e share de 29% consolidando a liderança no ranking de audiências.

SESSÃO ANÚNCIO: Metamorphoses

“Rebelde” e “Vidas em Jogo” garantem a vice-liderança isolada

http://im.r7.com/record/files/2C95/948E/35F4/4E94/0135/F593/01DD/3665/regina-606x322.jpg
Regina chora presa no cativeiro / Reprodução Record (Vidas em Jogo)

Apesar da baixa audiência e de não ter os índices sonhados pela Record, as novelas “Rebelde” e “Vidas em Jogo” seguem na vice-liderança isolada no horário.

A novela “Rebelde” consolidou o segundo lugar isolado na última quinta-feira, dia 08/03. Na faixa das 19h38 às 20h30, o capítulo 254 da trama escrita por Margareth Boury, com direção geral de Ivan Zettel, marcou 9 pontos de média, pico de 10 e share de 16%.

Mais tarde, a novela “Vidas em Jogo” ficou na vice-liderança com 10 pontos de média na noite desta quinta-feira, dia 08/03. Na faixa das 22h25 às 23h22, a trama escrita por Cristianne Fridman e com direção geral de Alexandre Avancini, marcou pico de 14 pontos e share de 18%.

“Mulheres de Areia” registra bons índices no penúltimo capítulo

http://telinhadatv.files.wordpress.com/2011/12/raquel-mulheres-de-areia001.jpg?w=318&h=230
A vilã Raquel / Divulgação Globo

O penúltimo capítulo de “Mulheres de Areia” registrou alta e boa audiência para a Rede Globo na última quinta-feira, 08. A reprise do “Vale a Pena Ver de Novo” marcou 18 pontos de média e pico de 20. Aumentou em mais de 5 pontos do que recebeu do programa “Vídeo Show”. Mostrou que tem público fiel.

“Rei Davi” perde audiência na Record

Leonardo Brício - Divulgação / TV Record

A minissérie bíblica da Record, “Rei Davi”, já não repete os expressivos índices alcançados até a semana passada.

Na última quinta-feira, dia 08, a superprodução protagonizada por Leonardo Brício cravou 12 pontos, ante 15 da série “As Brasileiras”, da Globo, que na ocasião apresentou o episódio “A Desastrada de Salvador”, protagonizado pela cantora Ivete Sangalo.

Na terça-feira (06), contra o último episódio da quinta temporada do programa “Amor & Sexo”, a trama épica registrou apenas 11 pontos, ante 14 da atração comandada por Fernanda Lima, que a partir da próxima terça (13) cede a faixa à série “Louco Por Elas”, protagonizada por Eduardo Moscovis, Deborah Secco e Glória Menezes.

A audiência de “Rei Davi” esta semana, com média entre 11 e 12 pontos, é bem distante dos 15 ou 16 pontos, com picos de 18, registrados dias atrás. A minissérie só alcançou a vice-liderança nos episódios desta semana quando enfrentou o “Jornal da Globo”, em plena madrugada.

Sigilo absoluto toma conta dos bastidores de “Avenida Brasil”

Tony Ramos será Genésio, pai da protagonista / Divulgação

A novela “Avenida Brasil” está cercada de mistérios na Globo. A trama estreará já no próximo 26, mas pouca coisa se sabe. O suspense terá início já nos primeiros capítulos.

Genésio, personagem de Tony Ramos, morrerá por um plano armado por Carminha (Adriana Esteves), sua esposa. Mas a morte do personagem esconde mais do que se imagina. Ele será importante para o desenrolar da história.

De acordo com o jornal O Globo, muitos atores querem receber a sinopse, mas recebem apenas os capítulos em que aparecerão.

“Corações Feridos” fica a 1 ponto do “Jornal da Record”


“Corações Feridos”, escrita por Íris Abravanel, com direção de Del Rangel, obteve seu melhor desempenho desde a estreia em janeiro.

Exibida entre 20h40 e 21h30, o folhetim protagonizado por Patrícia Barros e Flávio Tolezani registrou 5 pontos de média, marca já alcançada outras vezes nos últimos dias.

O fator melhor desempenho, no caso, vem do fato de “Corações Feridos” ter ficado a 1 ponto da vice-liderança. No mesmo horário da trama, o “Jornal da Record”, apresentado por Ana Paula Padrão e Celso Freitas, registrou apenas 6 pontos. Cada ponto na Grande São Paulo equivale a 60 mil domicílios.

Globo apostará em inversão de valores no remake de “Guerra dos Sexos”


O remake de “Guerra dos Sexos”, que a Globo começa a gravar em junho, com estreia prevista para outubro, terá uma inversão de valores.

De acordo com a Folha, os homens vão lutar para tentar recuperar o espaço no mercado de trabalho, que um dia foi deles. Na versão original, de 1983, a ala feminina da novela lutava para ter ser o seu lugar ao sol.

Substituta de “Cheias de Charme”, que por sua vez substitui “Aquele Beijo” na faixa das sete, “Guerra dos Sexos” tem autoria de Silvio de Abreu e direção de Jorge Fernando. No elenco, entre outros, Tony Ramos, Irene Ravache, Glória Pires, Edson Celulari, Reynaldo Gianechinni, Mariana Ximenes, Guilhermina Guinle, Thiago Rodrigues, Grazi Massafera e Marilú Bueno.

Aguinaldo Silva é entrevistado no "Roda Viva" nesta segunda (12)

Divulgação/TV Globo
Aguinaldo Silva posa para foto no Projac, na zona oeste do Rio (21/11/11)
O dramaturgo Aguinaldo Silva é o entrevistado do "Roda Viva" desta segunda-feira (12). O programa será exibido ao vivo às 22h, na TV Cultura.

Aguinaldo Silva é autor na novela "Fina Estampa", no ar pela Rede Globo, e já adaptou para a TV obras como "Tieta", de Jorge Amado, e "Roque Santeiro", de Dias Gomes.

Nesta edição, o "Roda Viva" terá na bancada o crítico do UOL Mauricio Stycer, o blogueiro do UOL Nilson Xavier, e os jornalistas Raimundo Rodrigues Pereira, Cristina Padiglione e Kátia Mello, além do cartunista Paulo Caruso e do apresentador Mario Sergio Conti.

quinta-feira, 8 de março de 2012

Cheias de Charme: Gaby Amarantos cantará tema de abertura da próxima novela das sete


O título levou muita gente a achar que Guilherme Arantes cantaria a música-tema de “Cheias de Charme”, próxima novela das sete da Globo. Ledo engano. Caberá a Gaby Amarantos, ídolo paraense de tecnobrega emprestar uma canção à novela. Pelo menos é o que garante a própria cantora, que chegou a cantar com Claudia Abreu na festa de lançamento da nova programação da Globo. A música escolhida é a melódica “Ex My Love”.

Escrita por Felipe Miguez e Isabel Oliveira, “Cheias de Charme” estreia no próximo dia 16 de abril, no lugar de “Aquele Beijo”.

Avenida Brasil: Adriana Esteves enfrenta desafio como grande vilã

Carminha, personagem de Adriana Esteves, estará disposta a tudo para ter uma vida melhor (Foto: Avenida Brasil/ TV Globo) 
Carminha, personagem de Adriana Esteves, estará disposta a 
tudo para ter uma vida melhor (Foto: Avenida Brasil/ TV Globo)
 
Nada mais desafiador para uma atriz do que um papel novo e completamente diferente na carreira. Este é o momento de Adriana Esteves, que vive uma de suas maiores vilãs, Carminha, em Avenida Brasil. Uma mulher gananciosa, capaz de passar por cima de tudo e de todos por dinheiro e para ter uma vida de madame. “Estou achando que é a personagem mais difícil da minha carreira”, diz a atriz, que já tem mais de 20 anos de TV.

Megera, bonita, sensual, inteligente, divertida, dissimulada, ambiciosa, fria e amoral. A combinação dessas características faz de Carminha a personagem que vai movimentar a trama das nove. “Ela é extremamente complexa”, define Adriana.

As maldades da vilã prometem revoltar o público e, se depender de Adriana, as pessoas vão se envolver de verdade com a trama. “Estou me jogando. Faço todas as maldades que estão escritas sem crítica nenhuma. Sou meio obsessiva, tudo que penso e faço é para a novela”, revela.

Entre os métodos de preparação para a personagem, ela assistiu a diversos filmes, mas também pegou referências de histórias da vida real. “Algumas que ouvi falar e outras até que conheci”, conta. “Tudo o que faço, até as coisas boas, consigo relacionar, passar uma peneira e ver onde que tem um pouco de Carminha”, completa.

Adriana está com grandes expectativas para a estreia da novela e muito satisfeita por dar vida a Carminha. “É tudo muito novo para mim. O que estou me propondo a fazer foi um convite sensacional do Ricardo Waddington (diretor de núcleo) e do João Emanuel (autor). O trabalho inteiro é um desafio. Fazer uma vilã é um desafio, uma novidade na minha carreira.”

Avenida Brasil estreia na segunda-feira, 26 de março!

“Rei Davi” vai incomodar a Globo durante lançamento de nova grade


Ainda falta muito para o término de “Rei Davi”, mas o alto comando da Record já comemora os resultados alcançados, principalmente em relação aos números. A minissérie conseguiu conquistar público cativo e incomoda a Globo em São Paulo e no Rio de Janeiro. Dados obtidos pelo “Parabólica JP” mostram que “Rei Davi” fechou o mês de fevereiro em São Paulo com 14,6 contra 14,7 da Globo, um empate técnico que irritou executivos da concorrente. Mas o cenário que definitivamente tira o humor dos diretores cariocas está no Rio de Janeiro. Lá, “Rei Davi” fechou o mês de fevereiro com 17,2 contra 15,5 da Globo.

Essa liderança na média/mês de “Rei Davi” é motivo de preocupação na Globo, afinal, a emissora se prepara para estrear as suas novidades em abril e a minissérie bíblica deve ficar no ar até o final deste mês. Ou seja, a nova grade da Globo vai pegar os últimos capítulos de “Rei Davi”, momento em que a audiência estará em alta.

“Rei Davi” representa um importante amadurecimento da Record na realização de minisséries bíblicas. Já é possível notar que alguns erros de continuidade ficaram nas produções passadas e que ouve um cuidado maior com caracterização e maquiagem de atores (as barbas já não estão falsas no vídeo, por exemplo). Há também um trabalho mais cuidadoso com os cenário e figurinos, além de uma evolução nos efeitos especiais. É claro que esse crescimento no processo de produção de minisséries aumentou em muito o custo de cada capítulo.

Veja as médias em São Paulo e Rio de Janeiro de “Rei Davi” no confronto com a Globo.

Última semana de 'Fina estampa': Quinzé se declara a Teodora


Teodora (Carolina Dieckmann) e Quinzé (Malvino Salvador) vão terminar "Fina estampa" juntos. O desfecho do casal acontece na última semana da novela. No capítulo 182, que vai ao ar na terça-feira, dia 20, ele vai atrás da ex-mulher no aeroporto, mas Teodora embarca para Nova York. Quinzé fica desolado e não consegue sair do aeroporto. O voo da periguete tem um problema e o avião volta ao Rio. 

É a chance de Quinzé se declarar para a ex-mulher. "Quero ser seu marido de novo", ele se declara. Teodora fica desconfiada e ele se desmancha: "Vim atrás de você, não vim? Estou aqui. (se derrama) Pra te dizer que te amo, quero ficar contigo e com o Quinzinho...". A loura quer saber sobre o outro filho que ela está esperando. E ele afirma: "Eu sei que ele é meu mesmo...". Depois, Quinzé explica: "Desculpa, eu estava magoado, queria que você sentisse o mesmo que eu". 

Os dois se entendem e vão para a antiga casa de Griselda (Lilia Cabral) recuperar o tempo perdido.

'Aquele beijo': Claudia Jimenez morre na novela e Iara vira um fantasma


Iara, papel de Claudia Jimenez, em "Aquele beijo" vai morrer. Mas a atriz continuará na novela de Miguel Falabella como um espírito. Assim como sua mãe, a vidente morrerá quando um ônibus invadir a sala de sua casa. Mas, logo em seguida, o espírito de Iara vai surgir e começar a fazer muita graça com todos. O único que vai vê-la e ouvi-la será Joselito (Bruno Garcia).

'Cheias de charme': Jayme Matarazzo mostra novo visual em gravação com Isabelle Drummond

 
Jayme Matarazzo foi flagrado sem os famosos cachinhos gravando cenas da próxima novela das sete, "Cheias de charme", na Praia do Pontal, na madrugada de ontem. Ele raspou o cabelo e deixou o cavanhaque crescer para voltar à televisão como Rodinei, um jovem de origem humilde apaixonado pela doméstica Cida, papel de Isabelle Drummond.
 

Protagonista de série da HBO será escolhida em teste


A Mixer abre testes hoje para a protagonista da série “O negócio”, que vai ao ar na HBO. 

O programa, com 13 episódios, será em torno de três prostitutas que usam estratégias de gestão empresarial para prosperar.

Multishow grava a terceira temporada de Adorável Psicose


NATÁLIA KLEIN acaba de gravar a terceira temporada de “Adorável psicose” do Multishow. O programa contará com as participações de Roney Facchini e Rita Elmôr, colegas de Natália em “Macho man”

'Fina estampa': Baltazar deixará Crô e voltará para Celeste

 

Depois de partir para cima de Celeste (Dira Paes) durante um ataque de ciúmes e ser expulso de casa, Baltazar (Alexandre Nero) precisará dormir na casa de Crô (Marcelo Serrado) nos próximos capítulos de "Fina estampa". A estadia, porém, não vai durar muito tempo. O motorista conseguirá retornar ao lar com a condição de passar a dormir no sofá.

Sem ter onde ficar depois da briga, o pai de Solange (Carol Macedo) vai procurar o mordomo de Tereza Cristina (Christiane Torloni). Mas, por enquanto, não rolará qualquer romance entre Baltazar e Crô, como torce o público. Decidido a voltar para casa, o machão logo se despedirá do colega de trabalho. E, mais uma vez, ouvirá uma provocação:

- Espero que dê tudo certo com Celeste. Mas, se o destino não quiser...

Sempre revoltado com as piadas do tio de Vanessa (Milena Toscano), o motorista responderá:
- Pode tirar o seu pônei da chuva!

Ele, então, seguirá para sua casa e, chegando lá, verá Celeste arrumando o sofá. A empresária dirá que, a partir daquele momento, o marido terá que dormir na sala:
- Agora, o quarto vai ser todo meu.

E o clima não ficará nada bom. Numa cena, Solange deixará o pai sozinho em casa para sair com o noivo, Daniel (Guilherme Boury). Em outra, Celeste irá para o restaurante sem dar muito bola para o marido. As sequências devem ir ao ar no capítulo 183, no próximo dia 21. O folhetim de Aguinaldo Silva chega ao fim no dia 23.

Dia da Mulher: Top 10 Novelas Femininas

Durante anos a telenovela carregou o ranço de ser uma atração exclusivamente feminina, estigma que só foi perdendo a partir do final dos anos 60.

Como há décadas já não é mais exclusividade delas, relembro 10 novelas em que as mulheres tiveram papel fundamental. Tramas femininas, sobre mulheres. As histórias independem do gênero, mas elas foram as protagonistas absolutas.


10. Éramos Seis (Tupi, 1977 / SBT, 1994) escrita por Rúbens Ewald Filho e Silvio de Abreu.

Baseada no romance de Maria José Dupret, a história narra a triste história de Dona Lola (Nicette Bruno / Irene Ravache), uma mulher batalhadora que lutou a vida toda para harmonizar seu lar – marido e quatro filhos -, mas que, ao final da vida, termina sozinha, já que o marido e o filho mais velho morreram e os outros filhos a abandonam num asilo. A versão do SBT é considerada a melhor novela da história da emissora.


9. Vitória Bonelli (Tupi, 1972-1973), escrita por Geraldo Vietri.

Outra saga sobre uma mulher batalhadora e zelosa pela família. Vitória Bonelli (Berta Zemel) é uma mulher que, por uma série de circunstâncias, ficou enclausurada durante vinte anos em seu quarto, vivendo fora da realidade, num mundo particular. Quando o marido morre e a falência financeira se abate sobre a família, ela é obrigada a sair de seu refúgio para enfrentar um ambiente hostil, vivendo através dos problemas de seus quatro filhos e tentando conscientizá-los dessa nova realidade. Preocupada em manter a família unida, Vitória deixa de lado o conforto no qual se criara, abandona os hábitos burgueses e abre uma cantina para dela tirar o sustento de sua prole.


8. Locomotivas (Globo, 1977), escrita por Cassiano Gabus Mendes.

Kiki Blanche (Eva Todor), uma antiga vedete do teatro rebolado, vive às voltas com seu salão de beleza e os quatro filhos, dos quais, apenas a mais velha, Milena (Aracy Balabanian), é a legítima. Mas Fernanda (Lucélia Santos), uma das filhas adotivas de Kiki, desconhece que é na realidade filha de Milena, já que as duas se tratam como irmãs. Um atrito inevitável acontece quando Milena e Fernanda se apaixonam pelo mesmo homem e passam a disputá-lo. A palavra “locomotiva” era uma gíria dos anos 70 que significava mulher sensual e poderosa.


7. Xica da Silva (Manchete, 1996-1997), escrita por Walcyr Carrasco (sob o pseudônimo de Adamo Angel).

A história da escrava que virou rainha em pleno século XVIII. Bela, atrevida e muito esperta, a escrava Xica (Taís Araújo) conquistou o coração de seu senhor, tomando-lhe da noiva fidalga, Violante Cabral (Drica Moraes). O contratador João Fernandes (Victor Wagner) assume em público a sua relação com Xica, dando-lhe todos os luxos e satisfazendo-lhe todos os caprichos. Isso provoca a ira de Violante – inconformada por ter sido preterida por uma escrava – que faz de tudo para destruir a responsável pela sua infelicidade.


6. A Favorita (Globo, 2008), escrita por João Emanuel Carneiro, Denise Bandeira, Fausto Galvão, Márcia Prates e Vincent Villari.

Flora (Patrícia Pillar) cumpriu pena por ter matado Marcelo, o amante, deixando a filha dos dois, Lara, para ser criada por Donatela (Cláudia Raia), esposa de Marcelo. Quando sai da cadeia, Flora luta para provar a todos que foi presa injustamente e que a assassina de Marcelo é na verdade Donatela. Ela quer convencer a filha Lara (Mariana Ximenes) de que é inocente. Lara foi criada por Donatela e se vê em meio a um fogo cruzado quando suas mães se acusam mutuamente. A garota se torna o alvo de disputa entre as duas mulheres que, um dia, foram amigas. Donatela teme que Flora se aproxime de Lara, a quem diz amar como se fosse sua própria filha. Enquanto o objetivo de Flora é se reaproximar de Lara, Donatela faz de tudo para impedir que isso aconteça. Mas, quem está dizendo a verdade afinal?



5. Elas por Elas (Globo, 1982), escrita por Cassiano Gabus Mendes.

Sete amigas de colégio se reencontram depois de vinte anos separadas. A reaproximação reacenderá antigas desavenças: Adriana (Ester Góes) reencontra o namorado da juventude que a trocou pela amiga Helena (Aracy Balabanian). Natália (Joana Fomm) investiga a morte do irmão, pois desconfia que uma de suas amigas foi a responsável. Wanda (Sandra Bréa) descobre que Márcia (Eva Wilma) é a esposa de seu amante. As demais amigas são Carmem (Maria Helena Dias) e Marlene (Mila Moreira). Entre elas, as confusões do atrapalhado detetive Mário Fofoca (Luiz Gustavo), irmão de Wanda, que desperta o interesse de Márcia.


4. Senhora do Destino (Globo, 2004-2005), escrita por Aguinaldo Silva, Filipe Miguez, Glória Barreto, Maria Elisa Berredo e Nelson Nadotti.

Maria do Carmo teve sua filha Lindalva roubada quando ela era bebê. A mulher que levou a criança é Nazaré Tedesco, que a criou como se fosse sua filha, dando-lhe inclusive um novo nome: Isabel. A novela começa com a luta de Maria do Carmo (Susana Vieira), mais de vinte anos depois, para reencontrar a filha. Isabel (Carolina Dieckamnn) nem desconfia que Nazaré (Renata Sorrah) não é sua mãe verdadeira. Nem que ela é uma mulher louca, capaz das piores atrocidades. Até que o destino une novamente Maria do Carmo e Isabel. Ou melhor, Lindalva.


3. Mulheres Apaixonadas (Globo, 2003), escrita por Manoel Carlos, Maria Carolina, Fausto Galvão e Vinícius Vianna.

Como o próprio título sugere, a novela aborda a paixão feminina nos mais variados níveis. Helena (Christiane Torloni) é uma mulher entediada com o casamento com Téo (Tony Ramos), mas que sente reacender a paixão por um antigo amor, o médico César (José Mayer). Mas César já é disputado por duas outras mulheres, companheiras de profissão: a instável Drª Laura (Carolina Kasting) e a jovem médica Luciana (Camila Pitanga), filha de Téo. Lorena (Susana Vieira), irmã de Téo, é uma mulher madura que se sente atraída por um jovem rapaz. Heloísa (Giulia Gam), irmã de Helena, desenvolve um ciúme doentio pelo marido Sérgio (Marcelo Antony). E Raquel (Helena Ranaldi), uma professora de educação física, desperta o amor adolescente de um aluno. Só que essa relação é ameaçada quando entra em cena o antigo namorado dela, o violento Marcos (Dan Stulbach), que tem paixão por Raquel e por raquetes de tênis.
 

2. Essas Mulheres (Record, 2005), escrita por Marcílio Moraes, Rosane Lima, Bosco Brasil e Cristianne Fridman.

Novela baseada em três romances clássicos de José de Alencar: Senhora, Lucíola e Diva, dos quais saíram as três mulheres protagonistas. Aurélia, Maria da Glória e Mila são três amigas separadas pelo destino. Aurélia (Christine Fernandes) herda uma fortuna, tonando-se a mais cobiçada jovem da corte, tendo dinheiro inclusive para comprar o antigo noivo que a abandonou quando ela era pobre. Maria da Glória (Carla Regina) é uma jovem que, por doença na família, é obrigada a renunciar a sua pureza, tornando-se Lúcia, uma prostituta de luxo. E Mila (Myrian Freeland) é uma pintora de ideias avançadas numa época em que apenas os homens expunham suas obras. Vai usar o pseudônimo de Paulo Almeida e escandalizar a sociedade. Adoecida, Mila vive uma tumultuada e conflituosa paixão com um médico negro.



1. A Vida da Gente (Globo, 2011-2012), escrita por Lícia Manzo, Marcos Bernstein, Álvaro Ramos, Carlos Gregório, Giovana Moraes, Marta Góes, Tati Bernardi, Dora Castellar e Daniel Adjafre.

A mais feminina de todas as novelas de nossa teledramaturgia, com tramas abordadas sob a ótica feminina, com mulheres fortes se impondo aos personagens masculinos. A jogadora de tênis Ana (Fernanda Vasconcellos) entra em coma após um acidente. Seu amado Rodrigo (Rafael Cardoso) e sua irmã Manuela (Marjorie Estiano) criam a filha pequena, Júlia, e uma aproximação é inevitável, haja vista que Manuela já era apaixonada pelo namorado da irmã. Ao despertar do coma, Ana depare-se com a filha crescida, que praticamente não a conhece, e a irmã casada com o namorado. E tem que adaptar-se a essa nova realidade. É quando Rodrigo e Ana reaproximam-se, o que faz com que Manu rompa com a irmã.

Outras novelas que contam histórias de personagens femininas marcantes:
Mulheres de Areia (Tupi, 1973-1974 / Globo, 1993), As Divinas e Maravilhosas (Tupi, 1973-1974), Dona Xepa (Globo, 1977), Dancin´ Days (Globo, 1978), Rosa Baiana (Band, 1981), Dona Beija (Manchete, 1986), Sinhá Moça (Globo, 1986 / 2006), Brega e Chique (Globo, 1987), Vale Tudo (Globo, 1988), Tieta (Globo, 1989-1990), Rainha da Sucata (Globo, 1990), Barriga de Aluguel (Globo, 1990-1991), Perigosas Peruas (Globo, 1992), Quatro por Quatro (Globo, 1994-1995), A Idade da Loba (Band, 1995), A Indomada (Globo, 1997), Por Amor (Globo, 1997-1998), Agora É Que São Elas (Globo, 2003), Celebridade (Globo, 2003-2004), Páginas da Vida (Globo, 2006-2007), Amigas e Rivais (SBT, 2007) e A Idade da Loba (Band, 1995-1996), .

Cristiana Oliveira entra em Salve Jorge

 
Cristiana Oliveira na zona sul carioca (17/10/2011)

“Salve Jorge”, novo trabalho da Glória Perez que vem por aí e já criando uma expectativa interessante em torno dele, está em vias de fechar o seu elenco. Serão mais de 80 personagens.

Cristiana Oliveira é o nome agora anunciado. Papel importante.

Atrasos de Gisele Itié comprometem as gravações na Record

Gisele Itié no desfile da grife Colcci no terceiro dia do SPFW (30/1/2011) 
Gisele Itié no desfile da grife Colcci no terceiro dia do SPFW (30/1/2011) 

Giselle Itié, uma das protagonistas de “Máscaras”, próxima novela da Record, de acordo com atores do próprio elenco, tem dado trabalho à equipe comandada pelo diretor Ignácio Coqueiro.

Os desentendimentos começaram ainda durante os trabalhos iniciais, realizados num navio e atingiram o seu clímax na última quarta-feira, com o atraso dela a uma externa.

Vera Holtz e José de Abreu representam o bem e o mal do lixão

Lixão será dividido entre o bem e o mal (Foto: Avenida Brasil/ TV Globo) 
Lixão será dividido entre o bem e o mal (Foto: Avenida Brasil/ TV Globo)
 
Um dos cenários de Avenida Brasil, que tem estreia prevista para 26/03, promete ser palco de grandes emoções. Um lixão, inspirado no Aterro Sanitário de Gramacho, vai abrigar grandes personagens e muito suspense.

O núcleo não poderia estar mais bem representado: Vera Holtz será Lucinda, a mãezona e o lado do bem do lixão. E José de Abreu interpretará Nilo, o vilão do local.

Generosa, Lucinda é uma mulher que construiu um lar com restos que pessoas como nós atiram na lixeira todos os dias. Conhecida como a mãe do lixo, ela abriga várias crianças em sua casa. É nesta "república infantil", com sua mãe de adoção, que Rita (Débora Falabella) vai receber cuidados e afeto.

As crianças que moram com Nilo não terão a mesma sorte. Cruel e interesseiro, o personagem só quer saber de se dar bem às custas dos jovens. Nilo também promete trazer problemas para Nina, personagem de Débora Falabella.

Você não pode perder a estreia de Avenida Brasil na segunda-feira, 26 de março! Escrita por João Emanuel Carneiro, a nova trama das nove tem direção de núcleo de Ricardo Waddington.

"Rola muita troca de casais nos cruzeiros", diz autor de "Máscaras", nova novela da Record

Foto do primeiro capítulo da novela "Máscaras". O navio está atracado no Rio. Otávio (Fernando Pavão) vai ao encontro de sua esposa, Maria (Miriam Freeland), que faz um cruzeiro terapêutico a fim de se curar da dpp (depressão pós parto). Na viagem, Maria está acompanhada de seu médico, Dr Décio (Petrônio Gontijo)

Programada para estrear em abril, “Máscaras”, a nova novela da Record, terá seus conflitos principais iniciados em um cruzeiro, no qual acontecerão os 12 capítulos cruciais do início da trama. Em entrevista exclusiva ao UOL, o autor Lauro César Muniz conta por que escolheu um navio para ambientar parte de sua história, que será de caráter policial.

“Além de ter grande apelo entre o público brasileiro, que ainda vê os cruzeiros como um espaço de glamour, tem uma característica muito forte nesse tipo de viagem: quando as pessoas se desligam do continente, passam a ter a sensação de que estão livres para viver fantasias e para fazer aquilo que as máscaras sociais não permitem. Rola muito sexo extraconjugal nos cruzeiros. Tem aquela movimentação nos corredores, um entra na cabine do outro, rola muita troca de casais, enfim, o cruzeiro acaba virando um bairro onde todo mundo se conhece.”

Todas as declarações do autor são baseadas em sua própria experiência. Ele viajou em um cruzeiro para conhecer a dinâmica desse tipo de viagem, inclusive o autor diz que essa "movimentação pelas cabines" estará bem presente à novela, mas "em cenas implícitas", porque "o país está muito reacionário".

“Máscaras” conta a história de Otávio (Fernando Pavão, que protagonizou “Sansão e Dalila”), um homem atormentado pelo desaparecimento de sua mulher Maria (Miriam Freeland) e do filho recém-nascido. Por trás do sumiço, está uma trama policial.
 
“Escolhi fazer uma história policial, porque tanto a direção quanto a audiência da Record gostam desse tipo de história. Pode reparar que o jornalismo da emissora é assim: policialesco. Chama-se “Máscaras” porque discute a questão da aparência. Tanto que os personagens principais têm uma ou mais identidades falsas”, conta o autor.

Além disso, outro aspecto da trama envolve o herói Otávio e o vilão Martin (interpretado por Heitor Martinez), que irão trocar de identidade ou, nas palavras do autor, “um veste a máscara do outro”.

Segundo Muniz, a novela também terá um deputado cujo nome é limpo, mas que se beneficia de um laranja (também Heitor Martinez), sem falar na personagem de Paloma Duarte, que não tem identidade nenhuma e que o autor chama de “nameless” (sem nome, em inglês). “Ela cometeu um crime e para escapar da prisão acaba se entregando a uma gangue. Por isso usa várias identidades o que a faz não ter identidade nenhuma.”

Íris conta a Alice que Tereza Cristina é filha de seu marido com sua irmã

Christiane Torloni e Eva Wilma em cena de Fina Estampa (24/11/11)

Aguinaldo Silva mostrou-se o mestre da enrolação em “Fina Estampa”. Primeiro disse que o segredo de Tereza Cristina (Christiane Torloni) era ser filha da empregada Carlota Valdez. Depois descobriu-se a que a vilã era irmã de Álvaro (Wolf Maya) por parte de pai. Mas, de acordo com cena que vai ao ar no capítulo 180, que deve ir ao ar no sábado (17/3), parece que o segredo em torno das origens da perua é o seguinte (caso o autor não mude de ideia, claro): Tereza Cristina é fruto de um adultério entre cunhados.

A história começa no fim do capítulo 179, quando Íris e Alice (Thais de Campos) resolvem ir até a mansão da sobrinha na tentativa de extorquir mais algum dinheiro. Tereza se recusa a ceder a mais uma chantagem e vai empurrando as duas golpistas para fora de casa quando Íris resolve soltar uma bomba:

T.CRISTINA           — Um último aviso! Se voltarem a pôr os pés nessa casa não me responsabilizo pelas consequências. Lembrem-se de que sou filha de Carlota Valdez, a empregada louca!
ÍRIS                          — Isso é o que você pensa!
ALICE                       — Diz pra ela Iris!
T.CRISTINA           — Chega de conversa! Tou de saco cheio de ouvir as suas histórias, de ser explorada...
ÍRIS                          — Carlota Valdez nunca, mas nunca mesmo, foi sua mãe! Aquela história de você ser filha da empregada e ter sido adotada pela minha irmã... É tudo mentira!

Tereza tenta por toda lei arrancar a história da tia, que foge, deixando a vilã trincada de ódio. Mais tarde, Íris e Alice estão na pousada a comentar o ocorrido. Alice pede que Íris esqueça o segredo e que as duas vão embora, mas Íris diz que não vai desistir de fazer a sobrinha pagar por tudo o que sofreu.
 
ÍRIS                          — Você tem idéia do que eu sofri todos esses anos, pelo simples fato da Tereza Cristina existir?! Desde que ela nasceu não tive um único minuto de paz! Eu nunca, nunca vou esquecer que ela é a prova viva de uma traição...
ALICE                       — Não fica assim Iris...
ÍRIS                          — Não me peça pra desistir de dar o golpe final na minha... Minha sobrinha!
ALICE                       — Se é assim que você prefere...
ÍRIS                          —  É! É assim que eu quero. Agora vou até o fim!... Depois dela pagar por tudo que eu sofri, nós vamos embora! E quer saber?
ALICE                       — O que meu bem?
ÍRIS                          — Tudo está saindo muito melhor que a encomenda. Well... Além de abrir o cofre da Tereza Cristina e passar a mão na bufunfa toda que estava dentro dele... Estamos prestes a arrancar mais uma boa nota daquela metida a sebo!
ALICE                       — Ainda acho que você está se arriscando muito minha querida, aquela sua sobrinha, que afinal, depois de tantas idas e vindas é isso mesmo, sua sobrinha... É capaz de tudo!

"Fina Estampa" termina no dia 23/3 e será substituída por "Avenida Brasil", de João Emanuel Carneiro.

Tony Ramos faz participação especial em Avenida Brasil

Tony Ramos dá vida a Genésio (Foto: Avenida Brasil/ TV Globo) 
Tony Ramos dá vida a Genésio (Foto: Avenida Brasil/ TV Globo)
 
Um homem trabalhador, honesto e apaixonado. Esse é o perfil do personagem de Tony Ramos em Avenida Brasil, que tem estreia prevista para 26 de março. O ator fará uma participação na novela, em que viverá Genésio. Mas quem pensa que se trata apenas de uma participação, está muito enganado. Será a partir da morte de Genésio que a trama das nove se desenvolverá e mudará o rumo da vida de diversos personagens.
 
Para Tony, o tempo em que ficará no ar não é o mais importante e, sim, o que seu personagem tem a dizer e a contribuir para a história. “O episódio Genésio tem que ser feito por mim como se eu fosse fazer uma novela inteira. Seja em um, dois ou 200 capítulos de aparição, faço com a mesma intensidade de sempre, afinal, essa é a minha profissão de fé. Tento fazer o melhor possível com emoção e verdade para o telespectador”, diz.

Genésio é um empreiteiro que sempre trabalhou duro para dar uma vida boa à filha pequena, Rita (Mel Maia). Viúvo, é apaixonado por sua nova esposa, Carminha, personagem vivida por Adriana Esteves. Mas o que ele não espera é que a mulher em quem ele confia e tanto ama, vai traí-lo friamente. E isso mudará toda sua vida. Perguntado sobre a ingenuidade de Genésio, Tony defende que não é o caso do personagem: “Não quer dizer que seja ingênuo. Ele é apenas surpreendido por uma pessoa em quem confiava”.

Sobre a parceria com Adriana Esteves, Tony ressalta que esta é a segunda vez que contracena diretamente com a atriz e diz ser um “reencontro muito feliz”. Ele também comemora poder trabalhar com Murilo Benício. 

“Eu o admiro muito, é um grande ator”, elogia. Satisfeito com o trabalho que está fazendo em Avenida Brasil, Tony comemora: “Entro em uma novela, porque acredito na história, no autor e no elenco maravilhoso. Está sendo uma delícia”.

Escrita por João Emanuel Carneiro, a nova trama das nove tem direção de núcleo de Ricardo Waddington. Não perca a estreia de Avenida Brasil na segunda-feira, 26 de março!