sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

Globo resgata novelas antigas em DVD


Edição em DVD de "Dancin'Days" traz conteúdo equivalente a 80 capítulos.
Há cerca de dez anos, o Brasil adotava o DVD como substituto definitivo da fita VHS. A fidelidade de áudio, associada a alta qualidade de imagem, popularizou rapidamente o novo formato. Fora do país, os canais de TV habituavam-se a licenciar edições dos seriados e programas em DVD, facilitando a difusão mundo afora.
Embarcando nessa tendência de mercado, a TV Globo criou a Globo Marcas, departamento responsável pela concepção dos produtos em DVD. O seriado "Os Normais" foi o primeiro título brasileiro do gênero. Em meados de 2002, foi a vez da versão compactada da minissérie “Hilda Furacão”, um unânime sucesso de público e de crítica, em box com 3 discos. Posteriormente, “Presença de Anita”, “Anos Dourados” e “Anos Rebeldes” chegavam às prateleiras em menos de um ano.
Desde então, todas as minisséries e seriados de sucesso que a emissora exibe são rapidamente lançados no mercado, além de prosseguir com o resgate de minisséries antigas, tais como “A, E, I, O, Urca” e “Boca do Lixo”. Mas apenas no último ano a Globo resolveu apostar no lançamento de edições compactadas do verdadeiro carro-chefe da sua programação: as novelas.
“Roque Santeiro”, considerada a trama de maior repercussão de toda a história da emissora, foi o primeiro título a ser lançado. Meses depois, uma versão compactada de “Irmãos Coragem”, clássico de Janete Clair ainda do tempo do preto-e-branco, surpreendeu os saudosistas. Pra não perder o embalo, “Dancin’Days”, a novela-coqueluche do final dos anos 70, chega agora as lojas em 12 DVDs em um compacto de quase 40 horas de duração. 
“Dancin’ Days” marcou época, lançando moda com as meias de lurex, embalando as noites com a febre da discoteca e conquistando o país com a história de Júlia (Sônia Braga).  Em uma época de grandes transformações no Brasil e no mundo, a protagonista Júlia sai da prisão e enfrenta não apenas o desafio de se reintegrar a sociedade, mas a luta para consertar os erros do passado e conquistar o amor de sua filha Marisa (Glória Pires), criada por sua irmã socialite Iolanda Pratini (Joanna Fomm). A novela inaugurou o estilo dramatúrgico do autor Gilberto Braga, marcado pela crônica de costumes e pela discussão da classe média e das elites urbanas.
Para alavancar as vendas, a Globo Marcas lançou um hotsite caprichado para promover a edição da novela em DVD. Entre os títulos previstos para a nova leva de lançamentos, estão os compactos de “Que Rei Sou Eu?”, “Vale Tudo” e “Escrava Isaura”, além do remake de O Astro.

2 comentários:

JOAO MIGUEL NEVES FILHO disse...

procuro pelo "SERIADO" de O Bem Amado, levando ao ar de 1980 a 1984 com 220 episódios. Grato,

JOAO MIGUEL NEVES FILHO disse...

procuro seriado O Bem Amado, no ar de 1980 a 1984 com 220 episódios. Sabe onde encontro? Grato